Assinar
Cultura

A festa dos livros e dos filmes leva mais de cem propostas a Alcobaça

A sétima edição do festival Books & Movies arranca dia 1 de novembro, dando início a uma intensa programação com 105 atividades em diversas áreas culturais.

De ano para ano, o Books & Movies ganha consistência. Em 2021, reagindo aos tempos de limitação impostos pela pandemia, o festival regressa em força, com uma programação recheada de atrações para os amantes da literatura, do cinema e da cultura e das artes em geral.

Ao todo são mais de cem atividades que vão decorrer em Alcobaça entre 1 e 21 de novembro, repartidas pelas conversas com escritores e realizadores, exposições, espetáculos de música, teatro e dança, e até gastronomia, na rubrica “Books & Cooking”.

O município de Alcobaça, que organiza o festival, realça a intenção de chegar a “novos públicos e de democratizar o acesso à cultura a todas as gerações”, através da programação que contempla 105 atividades e que transforma o concelho “num enorme palco onde cabem todas as artes”.

No campo da literatura, o festival recebe vários escritores, casos de Maria Helena da Bernarda, Fátima Lopes, Gonçalo M. Tavares, João Tordo, José Luís Peixoto, Fernando Ribeiro, Raul Minha’Alma, Raquel Ochoa, Tiago Salazar e Isabel Machado.

Os 20 anos da Biblioteca Municipal de Alcobaça inspiram uma parcela especial das atividades preparadas, sendo uma delas um concerto com o violinista Nuno Santos, que evoca os elementos naturais ar, água, fogo, terra e quintessência.

Já no cinema, serão revelados os mais recentes trabalhos dos realizadores Tiago Siopa e Patrícia Pedrosa, de Alcobaça, sendo outros dos grandes destaques a presença do realizador João Botelho, a propósito do filme “O ano da morte de Ricardo Reis”, que conta com banda sonora do também alcobacense Daniel Bernardes.

A programação integra ainda a mostra do Cinema Contemporâneo Angolano e o trabalho multidisciplinar “Onde”, de Paulo Praça, que é um filme-concerto nascido de um livro-disco e de um vídeo-disco.

Em 2021, a personalidade a que o Books & Movies homenageia é a atriz Isabel Ruth, que estará presente na gala final de 21 de novembro. Na ocasião será atribuído o Prémio Internacional Books & Movies.

O trabalho de Isabel Ruth será evocado também com a exibição de “Os verdes anos”, filme emblemático do movimento do chamado Novo Cinema português, estreado em 1963, com realização de Paulo Rocha, em que a atriz protagoniza o papel principal.

Na área da dança, Alcobaça recebe “Margem”, espetáculo de dança de Victor Hugo Pontes baseado no livro “Capitães da Areia” de Jorge Amado, e “O Primo Basílio”, por Dança em Diálogos, numa produção baseada numa das obras mais conhecidas de Eça de Queirós.

Ainda pelos palcos, o Books & Movies acolhe a produção “El retablo de maese Pedro”, uma ópera de marionetas criada pela S.A. Marionetas e Orquestra Filarmónica das Beiras a partir da obra de Manuel de Falla.

Há também quatro exposições agendadas para estes dias: “Os dinossauros regressam a Alcobaça”, no novo centro de interpretação ambiental de Alcobaça, “Edifício Benedita”, desenvolvido pelo cineasta Tiago Siopa no âmbito de uma residência artística no Centro Cultural Gonçalves Sapinho, “Traços de Luz – o Mundo Animado”, de Abi Feijó e Regina Pessoa, sobre cinema de animação, e “Transborda III Q – TV [a resposta da videoarte aos tempos de quarentena]”, instalação multimédia de vídeo arte internacional na Central da Confluência dos Rios.

A partir de uma das peças de “A minha casa é o meu jardim”, de Thierry Ferreira, patente em Alcobaça, haverá uma mesa redonda intitulada “Um castelo de cartas: a arte pública em debate”.

A programação musical contempla concerto dos Moonspell, concerto ilustrado “Azenha”, de Filho da Mãe e Claúdia Guerreiro e os cine-concertos “Surdina”, de Rodrigo Areias, com Tó Trips, e “O Último dos Homens”, de F.W. Murnau, com Bruno Monteiro (Mr. Gallini), Kevin Pires e Ricardo Soares

Em “Books & Cooking” serão promovidos bons hábitos alimentares e uma nova forma de pensar sobre a origem dos alimentos, avança o município. Entre outras propostas haverá “Receitas em Família de Papinhas da Xica”, por Sandra Santos, e incursão pelos melhores produtos da região, com o chef Ricardo Raimundo e o enólogo Rodrigo Martins.

Na inauguração oficial do festival, dia 1, há espetáculo de poesia e teatro com estátuas vivas no Museu do Vinho. “Em cada sala um escritor” acontece às 16 horas e conta a colaboração dos grupos de teatro de Alcobaça e a coordenação de António Santos “Staticman”. Em vários espaços do museu será possível “encontrar” Miguel Torga, Virgínia Vitorino, José Saramago, Florbela Espanca e Fernando Pessoa.

O programa completo do festival pode ser consultado aqui. É também possível consultar mais informações sobre as várias áreas da programação, nomeadamente literatura, cinema, música, espetáculos, debates, exposições e workshops, “Books & cooking” e 20 anos da Biblioteca Municipal de Alcobaça.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar