Assinar


Saúde

Acesso ao serviço de urgência do hospital de Leiria limitado a partir das 22 horas de hoje

Centro Hospitalar de Leiria justifica medida com falsas urgências, reencaminhamento de doentes das unidades de Caldas da Rainha e Oeste e elevada afluência ao Serviço de Urgência Geral.

O acesso ao serviço de Urgência Geral do Hospital de Santo André, em Leiria, vai estar limitado a partir das 22 horas de hoje, 12 de outubro, e até às 8 horas de quarta-feira, anunciou o Centro Hospitalar de Leiria (CHL).

Num comunicado hoje divulgado, o CHL informa que, a partir das 22 horas de hoje, “o acesso ao Serviço de Urgência Geral do Hospital de Santo André será limitado, com o possível reencaminhamento de alguns doentes para as Urgências do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra”.

Segundo o CHL, esta situação, que ocorrerá até às 8 horas de quarta-feira, deve-se “a três razões essenciais”, como o facto de “continuarem a acorrer ao CHL muitas falsas urgências (às 17 horas de hoje, dos 20 utentes que estavam em espera para serem observados, 14, ou seja, 70%, eram não urgentes)”.

A medida é também justificada por as “Urgências da ADR [Área Dedicada para Doentes Respiratórios] do Hospital das Caldas da Rainha do Centro Hospitalar do Oeste terem encerrado ontem [segunda-feira] e estarem a ser reencaminhados doentes” para o hospital de Leiria.

Outra razão prende-se com o facto de na segunda-feira “se ter registado o recorde desde 1 de janeiro deste ano do número de doentes atendidos no Serviço de Urgência Geral” do Hospital de Santo André “de 404 doentes, sem que tenha sido possível, não obstante todos os esforços, alocar reforços médicos necessários para uma resposta compatível”.

No comunicado, o CHL reitera o apelo para que os utentes se dirijam “ao Serviço de Urgência apenas em casos mesmo urgentes”.

“No seu próprio interesse, os utentes devem adotar as medidas já divulgadas em situações anteriores, utilizando de forma correta as urgências hospitalares. Recorda-se que, em caso de doença, o primeiro contacto deverá ser para a Linha SNS 24 – 808 24 24 24, que disponibiliza aconselhamento e encaminhamento em situação de doença e medicação”, adianta.

O CHL pede ainda aos utentes que recorram aos “cuidados de saúde primários, dirigindo-se ao seu centro de saúde para serem assistidos pelo seu médico de família, ou pelo seu médico assistente, ou para serem observados na consulta aberta”.

“Destaca-se que o Centro de Saúde da Marinha Grande dispõe do Serviço de Atendimento Permanente, que funciona 24 horas por dia, todos os dias, bem como o Centro de Saúde de Ourém, que tem um Atendimento Complementar, que funciona aos sábados, domingos e feriados, das 9 horas às 19 horas”, acrescenta o comunicado.

Segundo o seu site, o CHL, que integra também os hospitais de Pombal e de Alcobaça, tem como “área de influência a correspondente aos concelhos de Batalha, Leiria, Marinha Grande, Porto de Mós, Nazaré, Pombal, Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pera, Ansião, Alvaiázere, Ourém e parte dos concelhos de Alcobaça e Soure, servindo uma população de cerca de 400.000 habitantes”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.