Assinar
Cultura

Mercado de Santana recebe Bienal Ibérica de Património Cultural

Mais de 50 expositores marcam presença na Bienal Ibérica de Património Cultural, em Leiria, entre 14 e 17 de outubro.

Seminários, atividades de educação patrimonial, roteiros, oficinas, apresentações e conversas animam os quatro dias da AR&PA Bienal Ibérica de Património Cultural 2021, no Mercado de Santana, em Leiria, entre 14 e 17 de outubro.

Mais de 50 expositores de diversas áreas do património cultural – como conservação e restauro, museologia, novas tecnologias, educação, consultoria, I&D – e dezenas de oradores marcam presença no evento.

Além do formato físico, a Bienal conta este ano com uma dimensão online, permitindo aos visitantes acompanhar toda a programação, aceder aos stands digitais e agendar reuniões com os expositores.

A programação, dedicada ao tema “Jovens e Património”, arranca no dia 14 com o “Innovation Point”: um espaço online dedicado a apresentações profissionais das empresas, transmitidas também no Mercado de Santana. Estas comunicações animam os quatro dias.

A olaria é uma das muitas atividades dinamizadas nos workshops que animam a Bienal, durante os quatro dias Foto: Bienal Ibérica de Património Cultural

No mesmo dia, entre as 10 e as 16 horas, há atividades de educação patrimonial para escolas e famílias, nomeadamente visitas e jogos interativos. A atividade repete-se durante todo o evento, à semelhança das oficinas e workshops intergeracionais, que convidam o público a colocar as ‘mãos na massa’ em diversas dimensões do saber-fazer, nomeadamente o vidro, artesanato, conservação e restauro, música e muito mais.

Destaque para as “Talks Jovens e Património”: seminários profissionais de discussão aberta e participativa que falam sobre “como atrair o interesse dos jovens pelo património cultural” e como “aproximar o trabalho dos profissionais do setor deste público-alvo”, lê-se em nota de imprensa da Bienal.

“Educação e Formação na Área da Conservação & Restauro”, “Como se constroem destinos turísticos de índole cultural para jovens?” e “Jovens e Património: uma relação impossível?” são os tópicos abordados nos dias 14 e 15, na Igreja da Misericórdia, em Leiria.

A participação é gratuita mas carece de inscrição obrigatória aqui.

No dia 15, às 18 horas, decorre a apresentação final do projeto Herit-Us, desenvolvido por Portugal, Espanha, Itália e Áustria sobre a acessibilidade sensorial e cognitiva ao património cultural.

Outro destaque da Bienal são os roteiros de património industrial, que incluem visitas a fábricas em laboração e a antigos complexos industriais, com o objetivo de promover o contacto com os produtos e o saber-fazer, reforçando a atratividade e o potencial de inovação deste setor, explica a entidade na sinopse da atividade.

Além desta iniciativa, o evento conta com roteiros temáticos pela malha urbana da cidade. São percursos curtos e alternativos que partem do Largo de São Pedro, em Leiria, entre os dias 15 e 17.

A Bienal abraça ainda, este ano, a 1ª edição dos prémios Património.pt, criados para distinguir as boas práticas no setor do património cultural, realizadas nos últimos dois anos por projetos, entidades e profissionais.

Os vencedores são conhecidos no dia 16, no Teatro José Lúcio da Silva, às 19 horas. A cerimónia conta com momentos musicais protagonizados pela Sociedade Artística e Musical dos Pousos (SAMP), o Orfeão de Leiria e a Associação Folclórica da Região de Leiria – Alta Estremadura (AFRLAE).

Mais informações sobre a Bienal Ibérica do Património Cultural e o programa completo podem ser consultados em www.bienalarpa21.pt.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.