Assinar
Cantinho dos Bichos

“Nunca estivemos tão mal”. APAMG lança pedido de ajuda

As dívidas, revela a associação, ultrapassam os 15 mil euros

Os voluntários lançaram um pedido de ajuda para fazer face à situação financeira da associação. “Nunca estivemos tão mal”, garantem os responsáveis da Associação Protetora de Animais da Marinha Grande (APAMG).

Reconhecendo estar “de novo” a “implorar ajuda”, numa mensagem divulgada este sábado, dia 2, os responsáveis da associação da Marinha Grande explicam a difícil situação financeira em que se encontram: as dívidas, revelam, ultrapassam os 15 mil euros e a APAMG dispõe de 400 euros na conta bancária.

“Nunca estivemos tão mal”, adiantam, explicando que em mãos têm “muitos tratamentos e esterilizações por semana, centenas de animais a vacinar e desparasitar, alimentação, alojamento”, entre outras atividades que implicam despesa. “Precisamos de obras imediatas nos abrigos”, reforça a mensagem do apelo que não é inédito.

Em junho, a associação lançou um apelo nas plataformas digitais onde dizia estar “a bater no fundo”, com a redução da entrega de donativos na sequência da pandemia.

Na altura foram angariados cerca de 10 mil euros em pouco mais de uma semana.

A situação pandémica contribuiu para o agravar da situação: “a pandemia parou os eventos, mas os animais maltratados não pararam de aparecer. São vários por dia a precisar de ajuda imediata”. Os voluntários reconhecem que a realização de eventos já é, entretanto, uma possibilidade, mas “ainda vão demorar”, explica a mensagem ontem divulgada.

“Estamos ao dispor para mostrar evidências do nosso trabalho, das nossas dificuldades, e das contas que temos”, asseguram os responsáveis da associação.

A APAMG adianta que os donativos podem ser canalizados para o IBAN PT50 0033 0000 4527 8192 434 05 .

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.