Assinar
Cantinho dos Bichos

Projeto “Alegria sobre Patas” do agrupamento de escolas da Carreira distinguido com prémio Gandhi

Iniciativa solidária que envolveu cerca de 300 alunos, professores, familiares e parceiros locais foi reconhecida a par de outros 29 projetos no país.

O projeto “Alegria sobre Patas” valeu ao Agrupamento de Escolas Rainha Santa Isabel, da Carreira, o Selo Gandhi, tendo sido um dos 30 distinguidos a nível nacional com o “Prémio Gandhi de Educação para a Cidadania”, este ano dedicado ao tema “Bem-estar animal”.


Coube à aluna Maria Estrada receber o galardão das mãos do embaixador da Índia em Portugal, em representação do agrupamento, na sessão que decorreu na terça-feira no Centro Hindu, em Lisboa, com a presença do primeiro-ministro, António Costa, e do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues.

Coordenado pela professora Sofia Sousa, o projeto consistiu na recuperação e transformação de monitores de computador obsoletos em abrigos coloridos para cães e gatos, que foram oferecidos à associação Desprotegidas.
“É muito interessante compreender que o tema do bem-estar animal é transversal a todas as idades, a dedicação é a mesma”, contou em julho Sofia Sousa ao REGIÃO DE LEIRIA.

O projeto de intervenção comunitária envolveu cerca de 300 alunos (dos 3 aos 17 anos) do agrupamento, pais e familiares, além de vários parceiros locais, que se mobilizaram ainda para angariar 500 quilos de alimentos para cães e gatos a favor da Desprotegidos, além de brinquedos, coleiras, desinfetantes, champôs, mantas, almofadas e sete “cadeirões” feitos pelos alunos para os patudos.

“É muito interessante compreender que o tema do bem-estar animal é transversal a todas as idades, a dedicação é a mesma”, contou em julho ao REGIÃO DE LEIRIA Sofia Sousa, coordenadora do projeto “Alegria sobre patas” e docente do agrupamento da Carreira.

Tudo começou quando a docente, também coordenadora da cidadania e desenvolvimento, recebeu informação sobre a primeira edição do concurso Gandhi.

Rapidamente, os professores mobilizaram-se para planear a ação. “Temos os monitores obsoletos que podem servir de abrigos aos animais, os meninos do 1º ciclo podem pintar os monitores, os do pré-escolar podem fazer mantinhas etc.”, contou, referindo que o projeto permitiu envolver todos os alunos de modo a desenvolver capacidades de “empreendedorismo e estímulo da criatividade e espírito solidário”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.