Assinar
Fotogalerias

Imagem de Nossa Senhora da Nazaré deixa Santuário para intervenção de restauro

Técnicos do laboratório da Direção-Geral do Património Cultural retiraram a imagem e vão fazer levantamento das necessidades de intervenção na imagem.

Sagrada Imagem encontra-se habitualmente exposta no Santuário, no Sítio. CNSN

Se visitar o Santuário de Nossa Senhora da Nazaré e não encontrar a Sagrada Imagem de Nossa Senhora da Nazaré, não se assuste. A peça foi retirada esta quarta-feira, dia 3, para uma intervenção de conservação e restauro.

“A necessidade desta intervenção tem vindo a aumentar nos últimos tempos devido ao estado de degradação da Sagrada Imagem de Nossa Senhora da Nazaré”, explica a Comissão de Restauro do Património Móvel do Santuário de Nossa Senhora da Nazaré, numa nota de imprensa enviada pela Confraria de Nossa Senhora da Nazaré (CNSN).

Este é um processo que teve início em 2020, quando a Confraria estabeleceu contactos com Laboratório José de Figueiredo, da Direção-Geral do Património Cultural, em Lisboa. Em junho passado, duas técnicas do laboratório estiveram no Santuário para avaliar o atual estado da Sagrada Imagem e posteriormente foi apresentada uma proposta de procedimento para intervenção.

Por agora, explica Nuno Batalha ao REGIÃO DE LEIRIA, desconhece-se quanto tempo vai demorar o restauro da peça e do manto e quanto tempo estará a imagem ausente do Santuário da Nazaré. “Será necessário fazer uma radiografia à imagem, para perceber não só o estado exterior e a intervenção que é necessário fazer, mas também perceber qual o estado da imagem no interior. Só depois dessa avaliação, vamos conseguir perceber quanto tempo deverá demorar o restauro”, explica o presidente da direção da Confraria.

No local onde habitualmente se encontra a imagem, foi colocada uma fotografia 3D da peça, de forma a não deixar o espaço vazio, durante o período em que decorrer o restauro da peça, que se deverá prolongar por vários meses, salienta Nuno Batalha. Além da peça, também o manto que cobre a imagem vai ser intervencionado.

A Comissão de Restauro do Património Móvel do Santuário de Nossa Senhora da Nazaré, composta por Álvaro Laborinho Lúcio, Carlos Laranjo Medeiros, Pedro Penteado, Albano Martins, Júlio Almeida, Nuno Batalha e o padre Paolo Lagatta, foi constituida no final de 2020, no contexto dos trabalhos de implementação do Plano de Salvaguarda, parte integrante da Candidatura das Práticas e Manifestações do Culto a Nossa Senhora da Nazaré a Património Cultural Imaterial da Humanidade, da UNESCO.

“Neste Plano de Salvaguarda, a Confraria de Nossa Senhora da Nazaré assume levar por diante um conjunto de ações sendo que a primeira é precisamente promover o Restauro do Património Móvel do Santuário, cujo conteúdo é vasto e urge de rápida intervenção, como disso é exemplo a Sagrada Imagem de Nossa Senhora da Nazaré”, explica a nota de imprensa.

“O desafio é enorme, porque grande é a missão de levar por diante um feito que tocará na vida das gerações futuras. Herdámos oito séculos de devoção, promovamos, de igual forma, oito séculos de presença da Nossa Mãe Maria, junto de nós. É por isso necessário e urgente dar início aos trabalho de Conservação e Restauro da Sagrada Imagem, acontecimento histórico de primordial importância”, acrescenta o mesmo documento.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.