Assinar


Alcobaça

Obra que levou dez anos a fazer beneficia 450 agricultores da Nazaré e Alcobaça

O investimento vai beneficiar 104 hectares de parcelas agrícolas na Nazaré e 350 hectares em Alcobaça

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, inaugurou esta terça-feira., dia 7, as obras de modernização do Aproveitamento Hidroagrícola da Cela, um investimento de mais de oito milhões de euros que abrange os concelhos de Alcobaça e Nazaré.

A empreitada, concluída uma década após a apresentação do projeto, incidiu na substituição do sistema de rega por gravidade, com mais de 80 anos, por outro de pressão, que serve uma área global de 454 hectares de terrenos repartidos pelos dois concelhos.

A obra orçada em mais de oito milhões de euros, suportados por fundos comunitários (na sequência de uma candidatura ao Plano de Desenvolvimento Rural 2020), permite que “cada exploração fique com uma boca de rega e um sistema de programação” e traduz-se “num aumento da eficiência e na diminuição do desperdício de água”, explicou o presidente da Associação de Beneficiários da Cela, Carlos Malhó, aquando do lançamento do concurso público, em 2017.

O investimento inaugurado pela ministra vai beneficiar 104 hectares de parcelas agrícolas na freguesia de Famalicão (Nazaré) e 350 hectares nas freguesias de Cela e Bárrio (Alcobaça), terrenos que são propriedade de mais de 450 agricultores filiados na Associação de Beneficiários da Cela.

“As grandes marcas agrícolas da região, como a maçã de Alcobaça, entre outros produtos, crescem aqui neste regadio e acabam nas casas de muitas famílias portuguesas e estrangeiras”, afirmou o presidente da Câmara de Alcobaça, Hermínio Rodrigues, durante a inauguração do investimento com o qual considera que o concelho “está a caminhar a passos largos para agricultura verde, com maior sustentabilidade e eficiência energética e hídrica”.

Citados numa nota de imprensa, quer Hermínio Rodrigues (PSD) quer o autarca da Nazaré, Walter Chicharro (PS), apelaram à ministra para que complemente este projeto com “a criação do regadio de Maiorga e Valado dos Frades”, que está a ser estudado pelos serviços do Ministério da Agricultura.

O Aproveitamento Hidroagrícola da Cela foi construído nos finais dos anos 30 e a sua gestão entregue à Associação de Beneficiários da Cela, constituída em 1940 para promover a gestão do regadio e defender os interesses dos associados.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados