Assinar
Desporto

Frederico Morais ansioso por apanhar boas ondas em Peniche

O surfista português está focado em fazer uma boa prova em Supertubos, realçando que investiu muito tempo este inverno nos treinos.

Hayden Garfield e badboyryry

O português Frederico Morais, que integra o circuito principal da Liga Mundial de Surf (WSL), realçou hoje que as previsões de ondas são boas para a Praia de Supertubos, em Peniche, e que está ansioso pelo início da competição.

“É ótimo estar de volta a casa. Já tinha saudades de estar aqui em Supertubos. Ter aqui estes atletas todos, muitos deles são grandes amigos, e poder recebê-los em Portugal é fantástico. O forecast (previsão) é bom, por isso, estou ansioso por apanhar boas ondas em Supertubos”, disse o único português que integra a elite do surf mundial.

“Kikas”, que falava na conferência de imprensa de lançamento da prova portuguesa, a terceira etapa do circuito mundial, disse que vai “pensar heat a heat e onda a onda e seja o que Deus quiser”.

O surfista cascalense, local da Praia do Guincho, que ficou no top dez mundial na última época, teve um início de temporada aquém das expectativas, somando dois décimos sétimos lugares nas duas primeiras etapas, disputadas no Havai (Pipeline e Sunset), ocupando o 27º posto da tabela à chegada a Peniche.

Mas Frederico Morais está apostado em fazer uma boa prova em Supertubos, realçando que investiu muito tempo este inverno nos treinos, e elogiando o japonês Kanoa Igarashi, que mora em Portugal e foi o seu companheiro na preparação.

“Tive um bom parceiro de treinos, o Kanoa”, lançou divertido o atleta luso de 30 anos, que vai defrontar o norte-americano Conner Coffin e o brasileiro Caio Ibelli na sétima bateria da ronda inaugural.

Igarashi, que também participou na conferência de imprensa, corroborou a versão de “Kikas”, deixando fortes elogios às ondas tubulares da praia de Peniche que recebe esta prova da WSL.

“Acho que Supertubos é uma das melhores ondas do mundo. Na pré-época estivemos aqui muitas vezes. Ninguém conhece a A8 [autoestrada do Oeste] melhor do que eu e o Kikas. Quero aproveitar estar na minha segunda casa e fazer boas ondas, para me manter no ‘top 5’”, frisou.

Questionado sobre o seu duelo contra Afonso Antunes, um dos dois portugueses convidados para participar nesta etapa (o outro é Vasco Ribeiro), na sexta bateria da ronda de abertura, que conta ainda com o australiano Callum Robson, Kanoa disse que também conhece bem o jovem surfista de 18 anos.

“Surfei muito tempo com o Afonso este inverno. Agora temos que levar cada ‘heat’ muito a sério, e estar a 100%”, vincou.

Já o português confessou estar radiante com a oportunidade de competir contra os melhores surfistas do mundo.

“Estou supercontente e é uma oportunidade que vou ter que agarrar com unhas e dentes. Estava a vir do Havai para Portugal e vi que ia ser ‘wildcard’ [convidado] em Peniche. Quando cheguei comecei logo a treinar. As previsões são ótimas e vamos a isso”, sublinhou.

Por seu turno, Vasco Ribeiro, que não participou na conferência de imprensa, está colocado na quarta bateria da primeira ronda, competindo contra os brasileiros Ítalo Ferreira e Jadson André.

Além da prova masculina, a Praia de Supertubos também recebe o evento feminino, que não conta com nenhuma atleta lusa.

A costa-riquenha Brisa Hennessy, atual líder do ranking, que estava hoje sentada entre Frederico Morais e Kelly Slater (Estados Unidos), onze vezes campeão mundial, mostrou-se entusiasmada.

“Sou muito grata. Supertubos definitivamente honra o seu nome. É espetacular estar sentada aqui ao pé do GOAT [expressão inglesa que significa ‘o melhor de todos os tempos] e do príncipe de Portugal [como é conhecido ‘Kikas’]”, disse Brisa.

A francesa Johanne Defay também deixou elogios às ondas portuguesas e garantiu que se sente bem em Peniche.

“É muito bom estar em Portugal. Acho ótimo haver uma etapa na Europa”, destacou.

Por fim, a brasileira Tatiana Weston-Webb, que já conseguiu bons resultados em Supertubos, foi das mais entusiastas com o evento.

“Amo Portugal. Acho que Portugal é um país incrível. Todo o ‘mundo’ da Europa vem competir ou aprender a surfar aqui. A última vez eu competi aqui fiquei em terceiro lugar. Todos estamos aqui para ganhar. Isso é o meu sonho. Tenho de surfar bem”, rematou.

A organização agendou a primeira chamada da prova para as 7h50 de quinta-feira, para um possível início da competição às 8 horas.

O período de espera do MEO Pro Portugal Presented by Rip Curl dura entre os dias 3 e 13 de março, na Praia de Supertubos, em Peniche.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.