Assinar
Leiria Exclusivo

Projecionista do Teatro José Lúcio da Silva luta pelo fim dos pagamentos à sessão

João Paulo Silva é o mais antigo funcionário da sala de espetáculos de Leiria. Com a suspensão das sessões de cinema durante a pandemia, ficou sem rendimentos, porque, como outros dois funcionários, mantém um vínculo contratual herdado do tempo em que o cinema ainda enchia plateias.

João Paulo Silva trabalha há 24 anos no Teatro José Lúcio da Silva, "o único do país, tanto quanto se sabe, que ainda mantém alguns dos seus trabalhadores [pagos] à sessão" Joaquim Dâmaso

Há 24 anos, quando João Paulo Silva começou a trabalhar no Teatro José Lúcio da Silva (TJLS), Leiria vivia a “febre” do cinema. Havia sessões todos os dias. Às sextas eram a dobrar e nos sábados chegava a haver espectadores para quatro exibições. João, hoje com 53 anos, entrou como “arrumador de sala” – assim se chamavam os atuais assistentes de sala – mas, aos poucos, foi aprendendo a arte da projeção. Em 2004 assumiu a função de projecionista.