Assinar
Desporto

Festa do Basquetebol: De atleta a árbitro para “sentir na pele” as reclamações dos jogadores

O jovem natural de Peniche concluiu o curso de árbitro aos 16 anos.

Ivan Santos é árbitro da Associação de Basquetebol de Leiria

Ivan Santos conta com nove anos de dedicação ao basquetebol, todos eles a entrar em campo pelo Clube Stella Maris Peniche. Hoje olha para os jogos de uma perspetiva diferente, ao integrar a equipa de árbitros da Festa do Basquetebol Juvenil, em Albufeira (Faro).

“Comecei a jogar porque era um miúdo muito irrequieto, em casa estava sempre a subir e a descer prateleiras e o sofá, corria, então o meu médico disse que eu devia arranjar um desporto”, explica o jovem de 17 anos.

A escolha da modalidade foi um processo fácil: “Em bebé nunca chutava a bola, sempre a agarrei com as mãos e mandava-a”, acrescenta.

Natural de Peniche, Ivan Santos gostou tanto da experiência que permaneceu no clube até hoje. Os seus 1,94 metros de altura também poderão ter ajudado a alimentar o ‘bichinho’ do basquetebol.

A experiência em campo acabou por despertar uma nova curiosidade no atleta que, aos 12 anos, quis experimentar ‘o outro lado’ do jogo e avançar para a posição de árbitro.

“Queria saber o que sentiam na pele ao ouvir o que os jogadores diziam e reclamavam”, conta ao REGIÃO DE LEIRIA.

Como só podia integrar o curso de árbitro a partir dos 16 anos, foi nessa altura que Ivan Santos concluiu o nível I.

Um ano após a conquista do diploma, faz parte da equipa de árbitros da Associação de Basquetebol de Leiria (ABLeiria) presentes na FBJ.

“Estou a gostar muito da experiência porque é uma semana só de basquetebol e como é o meu desporto favorito e das coisas que gosto mais de fazer está a ser muito interessante”, completa.

O REGIÃO DE LEIRIA está a acompanhar a FBJ, que decorre até dia 14 em Albufeira, a convite da Federação Portuguesa de Basquetebol e da ABLeiria. Siga os desenvolvimentos no site do nosso jornal, em www.regiaodeleiria.pt.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.