Assinar


Saúde

Marinha Grande vai ter mais 18 desfibrilhadores automáticos externos até ao verão

Foram adquiridos neste mandato nove desfibrilhadores automáticos externos, que estão já em fase de instalação.

O concelho da Marinha Grande vai ter até ao verão mais 18 desfibrilhadores automáticos externos (DAE), totalizando 23, disse hoje à agência Lusa a vereadora Ana Laura Baridó.

Segundo a vereadora com o pelouro da Saúde, a primeira fase de instalação de DAE, num total de cinco em equipamentos municipais onde se desenvolve a prática desportiva, foi concretizada no mandato anterior.

“Neste mandato, a prioridade é que todos os equipamentos municipais, culturais ou desportivos, onde circulam muitas pessoas, tenham DAE. Foram adquiridos nove, que estão em fase de instalação”, explicou.

Entretanto, a Câmara deliberou financiar integralmente a aquisição do pacote de DAE, composto por equipamento, formação e manutenção por três anos, pelas entidades e clubes desportivos do concelho com desporto federado, contemplando nove.

Estes têm a sua sede social no Marinha Grande e aqui desenvolvem, a título principal ou de forma regular, atividades desportivas, com desporto federado, não possuem DAE e são detentores de instalações que utilizam para treinos e competições, de acordo com a deliberação do executivo municipal.

Foram contemplados o Sporting Clube Marinhense, a Sociedade de Instrução e Recreio 1.º de Maio, o Atlético Clube Marinhense, o Sport Lisboa Marinha, o Grupo Desportivo “Os Vidreiros”, o Clube Desportivo Moitense, o Sport Operário Marinhense, o Grupo Desportivo Industrial Vieirense e o Clube Desportivo da Garcia.

O apoio financeiro a conceder pelo Município da Marinha Grande a cada uma destas entidades é de 2.288.84 euros.

“Antes de passarmos à fase seguinte do Plano Municipal de Desfibrilhação queremos apostar na literacia em suporte básico de vida da população em geral”, declarou a autarca, realçando que “de nada serve ter os equipamentos disponíveis se as pessoas não os souberem utilizar e salvar vidas”.

A vereadora adiantou que o plano municipal passa por ter DAE nos espaços públicos ao ar livre, incluindo as praias, nas juntas de freguesia e clubes que, embora não federados, pratiquem atividade desportiva regular, além da aposta na literacia.

“Neste momento, os pavilhões desportivos das escolas têm DAE e este ano a contratualização dos primeiros socorros aos veraneantes nas praias de São Pedro de Moel, Vieira e Velha vai incluir desfibrilhadores automáticos externos”, acrescentou Ana Laura Baridó.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar