Assinar
Música

Pizzarelli canta Nat King Cole e mais uma mão cheia de concertos no Cistermúsica

Orquestra Filarmónica Portuguesa, Orquestra Metropolitana de Lisboa e a harpista Angélica Salvi num novo espaço do Mosteiro são outros destaques do festival.

O guitarrista e cantor norte-americano John Pizzarelli atua esta quinta-feira, dia 21, na Cerca do Mosteiro de Alcobaça

É mais um noite grande a que se antevê para hoje no Cistermúsica: o festival de Alcobaça acolhe esta quinta-feira, 21 de julho, John Pizzarelli, norte-americano que é referência da guitarra jazz, e que traz à Cerca do Mosteiro de Alcobaça um tributo a Nat King Cole.

O espetáculo em que se vão ouvir alguns dos temas mais famosos de Nat King Cole começa às 21h30 e os bilhetes custam 20 euros. Com Pizzarelli vão tocar Mike Karn (contrabaixo) e Isaiah Thompson (piano). Mais informações aqui.

Mas o concerto de hoje é apenas um entre as várias e diversificadas propostas que o Cistermúsica preparou para os próximos dias.

Amanhã, 22 de julho, a mesma Cerca do Mosteiro recebe a Orquestra Filarmónica Portuguesa, com direção de Osvaldo Ferreira e com o pianista Vasco Dantas como solista convidado. A partir das 21h30, ouve-se um programa que inclui as obras Rapsódia sobre um tema de Paganini em lá menor, op. 43 de Sergei Rachmaninoff e Sinfonia Fantástica, op. 14 de Hector Berlioz, num espetáculo que chega a Alcobaça em parceria com o Festival das Artes Quebra Jazz.

Para sábado, 23 de julho, o Cistermúsica programou a atuação do GISBA – Grupo de Instrumentistas de Sopro da Banda de Alcobaça para o Claustro da Hospedaria do Mosteiro de Alcobaça (21h30). O GISBA vai interpretar peças de António Victorino d’Almeida e David Maslanka.

Estendendo-se para lá de Alcobaça, o festival leva até São Pedro de Moel, também no sábado, às 22 horas, o Quinteto Pedro & Mel. No Parque do Vale do Ribeiro, a partir das 22 horas, há música de Pedro
Sáfara e Melissa Costa, que se conheceram a tocar e cantar nas ruas da Baixa de Coimbra.

Para domingo, dia 24, há grande expectativa para ouvir a harpista Angélica Salvi num novo espaço da “jóia” do património de Alcobaça: a partir das 19 horas, a música improvisada e contemporânea da espanhola ecoa no Montebelo Mosteiro de Alcobaça Historic Hotel, a unidade que anunciou a abertura de portas ainda para este ano.

Ainda domingo, às 21h30, há mais um concerto grande no festival: a Cerca do Mosteiro de Alcobaça recebe um programa que pensado a partir de obras de António Victorino d’Almeida, Ludwig van Beethoven e Serguei Prokofiev para a Orquestra Metropolitana de Lisboa, dirigida por Pedro Neves e com a presença do pianista João Xavier, vencedor do Concurso de Interpretação do Estoril em 2021.

Mais informações e bilhetes em www.cistermusica.com/pt/programacao.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados