Assinar
Desporto

Andriy Dzyalo está a 40 minutos de conseguir cumprir sonho de conquistar o título europeu

Final do campeonato europeu sub19 está marcada para domingo, dia 10, às 19h30. Jogador leiriense está entre as opções do selecionador.

A seleção portuguesa masculina sub19 de futsal vai defrontar a Espanha na final do Europeu que decorre em Porec, na Croácia.

Portugal venceu, esta sexta-feira, a Eslovénia por 3-2, nas meias-finais do campeonato da Europa. Com este resultado, a formação comandada por José Luís Mendes garante a segunda presença consecutiva na Final do Europeu.

A Equipa das Quinas vai defrontar Espanha, na final, agendada para domingo (19h30, hora de Lisboa), depois dos espanhóis terem derrotado a Ucrânia, por 3-2, na outra meia-final.

Esta partida (40 minutos) será uma reedição da final de 2022, em que a seleção espanhola derrotou Portugal por 6-2, após prolongamento, na cidade de Jaén, na comunidade autónoma espanhola da Andaluzia.

“Era o nosso grande sonho estar na final. (…) vamos dar tudo. Seja contra quem for, vamos encarar o jogo para ganhar. “Sabíamos a dificuldade que iamos ter com a Eslovénia, temos noção da capacidade física e técnica deles. Trabalhámos, analisámos e penso que estivemos melhor durante a segunda parte. Estamos na final do Europeu, toda a gente gostaria estar no nosso lugar. Vamos para o jogo de domingo em busca do título”, disse, no final, o leiriense Andriy Dzyalo, número 3, que tem sido opção do técnico e esteve perto de marcar no jogo desta sexta-feira.

Também o selecionador José Luís Mendes diz que a equipa vai lutar pelo título europeu.

“Ganhámos o jogo com inteira justiça frente a uma equipa que não quis jogar futsal. A Eslovénia limitou-se a enviar bolas para a frente e nós tentámos sempre ir em busca do golo. Acabaram por marcar dois golos em erros nossos. Sabíamos que a Eslovénia é uma equipa forte, mas limitou-se a enviar bolas para a nossa área, sempre em busca de um ressalto, uma segunda bola. Fizemos mais de 90 remates no jogo, não me lembro de termos feito tantos remates. Aí se vê o volume ofensivo que tivemos. Se tivéssemos conseguido dilatar a vantagem durante o jogo, tudo teria sido diferente. Foi uma vitória inteiramente justa. O nosso objetivo foi conseguido, estamos muito felizes por chegar à final. Parabéns aos jogadores que souberam lidar com a ansiedade e frustração que o jogo ia causando”, disse.

“A final será um jogo completamente diferente, Vamos descansar, recuperar e treinar neste sábado. Estaremos prontos para competir e para lutar pelo título”, acrescentou o técnico em declarações à página da FPF.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.