Assinar Edições Digitais

Crónica irregular: Fazer diferença

Leiria recebe e acolhe pessoas de todo o país. É das zonas do país com menor taxa de desemprego, a população tem crescido, tem gente jovem, fruto da oferta de ensino superior.

Carlos Conceição, empresário carlos.a.conceicao@publicenso.pt

Leiria recebe e acolhe pessoas de todo o país. É das zonas do país com menor taxa de desemprego, a população tem crescido, tem gente jovem, fruto da oferta de ensino superior. Temos agropecuária, várias indústrias, serviços e assinalável dinâmica empresarial, tornando-a uma das regiões mais dinâmicas. Excelente gastronomia, património cultural e arquitetónico de referência internacional. Temos praia, pinhal, termas e infraestruturas desportivas. Temos associações fortes e dinâmicas e elegemos sete deputados à Assembleia da República.

Não afirmamos o potencial diversificado da região. Coimbra e Aveiro estão a assumir-se, nós sem projetos âncora ou investimentos. Mantemos os nossos problemas estruturais e somos servidos de forma medíocre em sectores básicos chave. O que falta então?

Faltam ideias claras. Juntar forças e estruturar uma rede de cooperação, maximizando todo o valor da nossa região, muito para além de partidos, individuais ou projetos específicos. Falta liderança forte, orientada e esclarecida. Por que razão os deputados eleitos pelo distrito de Leiria trabalham dispersos e numa lógica partidária? Não lutam em bloco pelos grandes objetivos da nossa região? Uma região rica como a nossa, na oferta, diversidade e potencial, merece lideranças à altura. E é isso exatamente o que falta.

(texto publicado a 21 de fevereiro de 2013)