Assinar Edições Digitais

Opinião: Crise versus vandalismo?

Tempos houve em que o civismo, as boas maneiras, a educação e o respeito pela coisa pública eram apanágio de uma população que tinha uma relação de proximidade com a sua cidade!

Edgar Carvalho, edgarcarvalho1@hotmail.com

Tempos houve em que o civismo, as boas maneiras, a educação e o respeito pela coisa pública eram apanágio de uma população que tinha uma relação de proximidade com a sua cidade!

Hoje, a cidade do Lis está diferente! O vandalismo está em grande um pouco por toda a parte! Centro Histórico, Largo 5 de Outubro, bairros periféricos, percurso pedonais nas margens do Lis, são dos locais mais apetecíveis para que a coberto da madrugada sejam desferidos ataques, como a destruição de bancos, prédios com inscrições e grafites, canteiros e floreiras partidas, carros riscados, placas de sinalização arrancadas…

As dificuldades aumentam e os cidadãos são confrontados com situações de alguma perigosidade durante a noite! O policiamento e as rondas noturnas escasseiam, o tal sistema de videovigilância prometido para a baixa da cidade tarda em ser colocado e os roubos por esticão e assaltos começam a ser vulgares!

Não existem poderes mágicos para tornar Leiria uma cidade sem problemas sociais, mas julgamos que poderiam ser estudadas algumas soluções contando com a colaboração da Autarquia, Junta de Freguesia e Associações de Solidariedade Social de forma a minimizar o “descontentamento” de alguma população jovem e não só, entregue a si própria, para que possa integrar-se num projecto que a ganhe para ajudar a revitalizar Leiria, tornando-a também sua e a recuperar um património que é de Todos!

(texto publicado na edição em papel de 25 de Novembro de 2011)