Assinar
Tecnovidades

A revolução dos e-readers

A era digital tem vindo a revolucionar os mais diversos sectores de actividade. Com o crescimento dos livros em formato digital, “e-books”, começam a surgir inúmeros leitores de livros digitais, os “e-readers”.

A era digital tem vindo a revolucionar os mais diversos sectores de actividade. Com o crescimento dos livros em formato digital, “e-books”, começam a surgir inúmeros leitores de livros digitais, os  “e-readers”.

Estes dispositivos são compactos, bastante leves e possuem ecrãs especialmente desenvolvidos para a leitura.
Os ecrãs não têm a tradicional luz de fundo utilizada nos ecrãs de computadores e telefones. A ausência desta luz aumenta a legibilidade do texto, diminuindo o cansaço da vista.

Contudo, a inexistência desta luz também impossibilita a utilização destes no escuro. Os e-readers, ao contrário dos livros tradicionais, permitem ao utilizador adaptar o tamanho da letra segundo as suas necessidades. O dispositivo é de fácil utilização e os livros ser adquiridos directamente através da internet ou transferidos do computador pessoal para
o e-reader.

No e-reader podemos transportar centenas de livros pelo peso de um, sendo os livros em formato electrónico mais baratos e ecológicos. Apesar de compatível com o tradicional .pdf, o .ePub deverá ser o formato padronizado, já que permite gestão dos direitos digitais (GGD), sobre cópias e impressões.

Alguns aparelhos também lêem documentos Word. No mercado já existem diversos tipos de e-readers, destacando-se os modelos da Sony (a partir de 199 dólares no site da marca), Readius, iLiad e Kindle.

Sílvio Bernardes
(licenciado em Engenharia Informática)
http://tecnovidades.pt.vu

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.