Assinar Edições Digitais


Sociedade

Alunos da Marinha Grande solidários com crianças angolanas

Lápis, canetas, cadernos, mochilas, entre outro material de estudo, e 375 euros em dinheiro estão a caminho de Luanda, Angola, para ajudar as crianças do Lar Consoladora dos Aflitos.

Lápis, canetas, cadernos, mochilas, entre outro material de estudo, e 375 euros em dinheiro estão a caminho de Luanda, Angola, para ajudar as crianças do Lar Consoladora dos Aflitos.

A acção de solidariedade que juntou produtos escolares que encheram cerca de uma dezena de caixotes com produtos escolares foi desenvolvida pelas turmas do pré-escolar e primeiro ciclo e algumas do segundo ciclo do Agrupamento de Escolas Guilherme Stephens, na Marinha Grande, no âmbito de um projecto pedagógico.

A coordenadora pedagógica do ensino pré-escolar, Diana Oliveira, explica que a iniciativa teve início no último ano lectivo. “Este projecto, denominado “Amigos em África”, tem como objectivo educar para os valores. Pretende que as nossas crianças tomem contacto com crianças de outro continente para perceberem a diferenças e as semelhanças. No ano passado, juntámos dinheiro para as inscrições nas escolas. Agora arranjámos material graças à grande adesão e os órfãos do Lar Consoladora dos Aflitos vão receber esse material”, explica.

O agrupamento de escolas estabeleceu uma parceria com a – ATLAS – Associação de Cooperação para o Desenvolvimento, uma organização não governamental que já desenvolve trabalho voluntário em Angola e com o Lar Consoladora dos Aflitos. É precisamente a ATLAS que vai fazer chegar a África o material escolhido recolhido nos últimos dois meses nas escolas do agrupamento.

Segundo Helena Vasconcelos, membro da direcção do ATLAS, o Lar Consoladora dos Aflitos alberga 49 crianças órfãs e tem grande necessidade de ajuda.