Assinar
Cultura

Propostas para conhecer melhor o nosso património neste fim-de-semana

Porque o nosso património cultural é variado e requer protecção, domingo comemora-se o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, com muitas propostas na região este fim-de-semana.

Porque o nosso património cultural é variado e requer protecção, domingo comemora-se o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, com muitas propostas na região este fim-de-semana.

A ideia é do ICOMOS – Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios e apoiada pela UNESCO. Pela região diversas actividades vão permitir o usufruto do património local e lembrar a necessidade de cuidarmos dele continuamente. A participação é gratuita.

PROGRAMA

Sábado, 17 de Abril

BATALHA
14h30 – Visita às Quinta da Cerca e Quinta da Várzea, que já foram do Mosteiro da Batalha. O percurso tem como tema “Lavoura, religião e paisagem” e sugere conhecer as duas quintas. A saída é nas traseiras do Mosteiro da Batalha. Inscrições gratuitas:  mosteiro.batalha@igespar.pt ou pelo telefone 244 765 497.

PENICHE
14h30 – Percurso pelo Património de Atouguia da Baleia, com travessia em caiaque da albufeira da Barragem de S. Domingos,  seguida de percurso pedestre pelo património rural e histórico-cultural da Coimbrã e da Vila de Atouguia da Baleia. Encontro na sede do Centro de Canoagem do Oeste.

Domingo, 18 de Abril

ALCOBAÇA
10 – 18 horas – No exterior do Mosteiro, há stands com diversas actividades: agricultura biológica, energias alternativas, reciclagem, observação de pássaros, animais da quinta, passeios de burro, jogos ecológicos e jogos tradicionais.
14h30 – Teatro de Marionetas “D. Roberto”, pela S.A. Marionetas, no exterior do Mosteiro.
18h30 – Concerto pelos professores da Academia de Música de Alcobaça, na Sala do Capítulo do Mosteiro

BATALHA
14h30 – Visita comentada ao Mosteiro da Batalha, intitulada “Arquitectura, Saúde e Natureza no Mosteiro”. É uma visita às representações botânicas existentes no monumento, seguida de comentários sobre o papel da natureza no interor do mesmo. Inscrições: Inscrições gratuitas para mosteiro.batalha@igespar.pt ou pelo telefone 244 765 497.
16h30 – Visita comentada aos grafitos do Mosteiro da Batalha, datados dos séculos XV e XVI.Inscrições gratuitas para mosteiro.batalha@igespar.pt ou pelo telefone 244 765 497.

CALDAS DA RAINHA
10 – 12 horas – Para o público em geral, visita e actividade temática ao Jardim do Museu da Cerâmica para o público em geral., de finais do Século XIX, com traçado romântico e criado pelo 2º Visconde de Sacavém, nomeadamente às peças da Flora nesta época do ano: estrelícias, heras, agapantos, hortenses, rosas, sardinheiras e plátanos entre outras, inserindo-as no contexto arquitectónico.
Para as famílias, há visita e ateliê em torno das colecções do museu e das representações do mundo rural. Para ambas as actividades é necessidade marcação, pelo telefone 262 840 285.

ÓBIDOS
10 horas – Visita às instalações agrícolas da Casa das Gaeiras (ponto de encontro: Junto ao Posto de Turismo de Óbidos. Informações: 262 955 340)
15 horas – Visita às destilarias de Ginja no Sobral da Lagoa e na Amoreira.

PENICHE
14h30 – Percurso Pedestre pelo Património de Ferrel. O encontro é no largo da Igreja de Nª Sr.ª da Guia, em Ferrel, e daí parte-se até ao marco geodésico do “Talefe”, com vista sobre os campos agrícolas e o oceano, passando por alguns pontos relevantes de Ferrel.
16 horas – Percurso Pedestre pelo Património de Serra d’ El-Rei, começando no Paço Real com destino à Mãe de Água.

POMBAL
15 – 18 horas – No Museu de Arte Popular Portuguesa decorre a actividade pedagógica para público juvenil “A Arte de Trabalhar no Campo”, que visa ensinar a criar, montar e interpretar o património associado a algumas actividades agrícolas. Participam artesãos e mestres de ofícios locais.
“A Ruralidade nas Colecções do Museu de Arte Popular Portuguesa” é outra sugestão, com visita de exploração ao Museu de Arte Popular Portuguesa, dirigida ao público em geral.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.