Assinar Edições Digitais
Sociedade

Raul Castro defende abertura de base aérea de Monte Real ao tráfego civil

O presidente da Câmara de Leiria defendeu hoje o tráfego civil na Base Aérea nº. 5, de Monte Real, considerando que o dinamismo empresarial da região pode ser potenciado.

O presidente da Câmara de Leiria defendeu hoje o tráfego civil na Base Aérea nº. 5, de Monte Real, considerando que o dinamismo empresarial da região pode ser potenciado com o uso não exclusivamente militar da infraestrutura.

Foto de arquivo

“Leiria apresenta um conjunto de condições que induzem à atratividade de novos investimentos empresariais e comerciais, nomeadamente a sua localização geoestratégica e o seu dinamismo empresarial, mais valias que poderão ser potenciadas com a concretização do TGV e com a abertura da Base Aérea de Monte Real ao tráfego civil”, afirmou Raul Castro.

O autarca, que discursava na cerimónia de inauguração da primeira de uma rede de 14 Lojas da Exportação, presidida pelo primeiro ministro José Sócrates, adiantou que o uso civil da base é um “desejo partilhado pelas autarquias desde Coimbra e Figueira da Foz até às do Oeste, já que é a única região plano do país que ainda não tem um aeroporto com utilização civil”.

Raul Castro referiu que esta “é uma medida importante de apoio ao sistema empresarial, dado que fomenta a criação de condições para aumentar a vertente exportadora das nossas empresas”.

“Enquanto responsável autárquico compete-nos criar sinergias geradoras de novos investimentos e, por isso, apraz-nos registar o interesse de alguns operadores de carga e ‘low cost’ em desenvolverem actividades no aeroporto de Monte Real se, finalmente, for determinado pelo Governo a sua abertura ao uso civil”, continuou Raul Castro.

Para o presidente da Câmara Municipal de Leiria, “tudo deve ser feito para o relançamento do investimento, a criação de riqueza e de emprego”, de forma a alcançar “uma economia de social de mercado sustentável”.

“É nesse contexto que esperamos contar, mais uma vez, com o apoio do senhor primeiro ministro, numa altura em que todos devemos estar unidos para fazer o melhor pela economia de Portugal”, disse ainda Raul Castro.

A Loja da Exportação de Leiria funciona no serviço regional do IAPMEI – Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e ao Investimento, na sede da Associação Empresarial da Região de Leiria, no âmbito de uma parceria com a AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal.

As Lojas da Exportação são uma das medidas previstas no Pacto para a Internacionalização para reforçar as exportações nacionais e aumentar a presença das pequenas e médias empresas portuguesas em mercados internacionais.