Assinar
Sociedade

Estudantes de Educação Básica manifestam-se por vagas e mestrados

Um grupo de alunos do curso de Educação Básica, da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais de Leiria, manifestou-se hoje, numa marcha silenciosa até à sede do Instituto Politécnico de Leiria.

Um grupo de alunos do curso de Educação Básica, da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais de Leiria (ESECS), manifestou-se hoje, numa marcha silenciosa até à sede do Instituto Politécnico de Leiria (IPL).

Em causa, está a falta de vagas nos mestrados para os cerca de 80 alunos finalistas, a abertura de apenas dois mestrados, em vez dos quatro inicialmente propostos.

Para além da abertura de apenas 34 vagas nos mestrados, estes alunos dizem estar ainda sujeitos à concorrência de estudantes de outras escolas.

Uma das estudantes, Joana Santos, finalista do curso, referiu, em jeito de comparação, que outros politécnicos do país estão a dar “preferência” aos alunos que frequentaram a instituição de ensino, enquanto “aqui querem abrir as vagas a nível nacional.”

“Acho que é uma falta de consideração”, acrescenta.

Com a finalidade de conseguir pelo menos a “preferência” na matrícula, os alunos de Educação Básica apenas têm a certeza que a redução do número de mestrados se justifica com a falta de verbas.

Entretanto, o vice-presidente do IPL, José Manuel Silva, garantiu que o alunos da ESECS terão preferência em 75% das vagas.

Anabela Pato
anabela.pato@regiãodeleiria.pt

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.