Assinar Edições Digitais
Cultura

João Salaviza filma curta metragem em Caldas da Rainha e Óbidos

Até hoje, 23 de Julho, o realizador João Salaviza, Palma de Ouro em 2009 no festival de Cannes, filma no sul do distrito uma curta metragem com alunos da ESAD.CR. A estreia está prevista para o início do ano ano lectivo.

Até hoje, 23 de Julho, o realizador João Salaviza, Palma de Ouro em 2009 no festival de Cannes, filma no sul do distrito uma curta metragem com alunos da ESAD.CR. A estreia está prevista para o início do ano ano lectivo.

João Salaviza

Ao REGIÃO DE LEIRIA, o realizador explicou o trabalho que está a desenvolver com os alunos da ESAD em Caldas da Rainha e Óbidos.

Como se chama este filme?
Ainda não tem nome, é um “work in progress”. Descobrimos um método de trabalho em que o filme se vai descobrindo dia após dia – um exercício de grande liberdade. Estamos a rodar em “decors” naturais de Caldas e Óbidos, como bosques e lagoas, e trabalhamos apenas com a luz solar. É um filme em que assumimos um lado mais físico e natural.

E como surgiu?
No âmbito do mestrado de Teatro da Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha. Temos aqui gente da música, do vídeo, alguns já fizeram o curso de teatro. Os alunos participam na curta na parte técnica e como actores. É uma oportunidade para terem uma experiência em cinema. Estamos a fazer uma curta profissional, com um director de fotografia, Sérgio Brás de Almeida.

O que vai acontecer com este filme?
Para já pensamos apresentar o filme no âmbito interno e depois eventualmente tentar que circule por festivais de cinema universitário europeus. É um filme que vai servir para que os alunos levarem debaixo do braço, quando saírem daqui, algo representativo do seu trabalho.

Como avalia a sua participação no projecto?
É o primeiro ano em que estou a dar aulas de uma forma mais académica. É um prazer tremendo ter um grupo de gente cheio de vontade, de fazer um filme e de aprender. Para mim serve para descobrir muitas coisas, de uma forma mais laboratorial, como pequenos conflitos que os actores têm antes de entrar em palco. Está a ser uma semana em que estamos a descobrir imensas coisas juntos.


(fotografias: Sal)