Assinar
Desporto

1ª Mini Maratona e Caminhada de Leiria contra a poliomielite

A 1ª Mini Maratona e Caminhada Solidária de Leiria iniciam às 10 horas deste domingo na Ponte Euro 2004. Angariar fundos para ajudar a erradicar a poliomielite no mundo é o principal objectivo.

A 1ª Mini Maratona e Caminhada Solidária de Leiria iniciam às 10 horas deste domingo na Ponte Euro 2004. Angariar fundos para ajudar a erradicar a poliomielite no mundo é o principal objectivo.

Por apenas dois euros, cada participante pode ajudar a salvar quatro vidas, já que cada vacina custa 0,45 euros, alerta a organização.  O evento, promovido pelo Rotary e Rotaract Club de Leiria, Associação Distrital de Atletismo e Câmara Municipal, está aberto a todos os interessados de todas as idades, excepto a meia-maratona destinada apenas a maiores de 18 anos.

O percurso, com cerca de cinco quilómetros inicia na Ponte Euro 2004, segue pela Avenida Bernardo Pimenta até à Rotunda Cidade Maringá, passa pelas ruas Capitão Mouzinho de Albuquerque, D. Sancho I, Barão de Viamonte e de Alcobaça. Desce depois a Avenida Combatentes da Grande Guerra até à Ponte Zúquete, percorre a rua do Liz e atravessa o Parque Municipal. Depois da rua Anzebino da Cruz Saraiva, passa pela Avenida Adelino Amaro da Costa, antes de regressar à Rotunda Cidade de Maringáe estender-se às avenidas Cidade de Martingá e Heróis de Angola, para terminar na Praça Rodrigues Lobo.

Antes da 1ª Mini Maratona haverá ainda tempo para um momento Fitness no local da partida, às 9 horas. A Caminhada Solidária inicia, por sua vez, às 10h15.

Sem limite de participantes, as inscrições podem ser efectuadas através do site www.minimaratonaleiria.com, na sede da ADAL, do Rotary Club ou no local da prova.

Confirmada está já a participação das atletas Vânia Silva e de Susana Feytor, a que deverão juntar-se muitos outros.

Segundo Aníbal Carvalho, presidente da ADAL,“estão lançadas as bases para termos uma grande movimentação de pessoas em torno desta causa e para que seja uma referência nacional”. “É tempo de trazer o atletismo para a rua”, considera ainda.

Já Manuela Santos, presidente do Rotary Club de Leiria, sublinha a importância do projecto assumido em 1985 pelo movimento rotário, com vista à erradicação da poliomielite ao mesmo tempo que apela à participação da população num evento sem cariz competitivo.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.