Um falso inspector da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) tentou burlar vários comerciantes no concelho de Ourém.

O alerta foi dado pela ACISO – Associação Empresarial Ourém-Fátima. O indivíduo que se faz passar por inspector contacta as vítimas por telefone a quem exige a transferência de dinheiro através de multibanco, para que não lhes seja aplicada uma coima ou encerrado o estabelecimento.

“O número é privado e a conversa é sempre a mesma”, garante Hugo Ferraz, da ACISO.

Até agora, a associação não tem conhecimento de nenhum caso em que o falso inspector da ASAE tenha conseguido concretizar a burla, mas já fez circular um comunicado onde alerta os operadores económicos para a situação.

Hugo Ferraz aconselha os comerciantes a desconfiarem sempre das abordagens feitas por telefone, até porque “as notificações da ASAE nunca são feitas dessa forma”, garante.

O caso não é novidade no país e, já em Março de 2010, a ASAE lançou um comunicado onde esclarecia não efectuar qualquer tipo de contacto telefónico com os operadores económicos para pagamento de coimas.

Alexandra Pimentel