Assinar
Sociedade

Reitor do Santuário de Fátima é o novo Bispo da Diocese de Coimbra (vídeo)

O reitor do Santuário de Fátima, padre Virgílio Antunes, é o novo bispo da Diocese de Coimbra, anunciou hoje a Nunciatura Apostólica em Portugal.

O reitor do Santuário de Fátima, padre Virgílio Antunes, é o novo bispo da Diocese de Coimbra, anunciou hoje a Nunciatura Apostólica em Portugal.

Numa breve nota enviada à comunicação social, a Nunciatura Apostólica informa ter “o prazer de comunicar que o Santo Padre Bento XVI” nomeou bispo de Coimbra Virgílio Antunes.

O sacerdote da Diocese de Leiria-Fátima sucede a Albino Cleto, bispo de Coimbra desde 2001 e que, em Março do ano passado, quando completou 75 anos, pediu, como convida o Código de Direito Canónico, a resignação.

Virgílio Antunes, de 49 anos, tomou posse como reitor do Santuário de Fátima a 25 de Setembro de 2008, depois de o seu nome ter sido aprovado, por unanimidade, na Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa em Abril do mesmo ano, noticia a agência Lusa.

Natural de São Mamede, freguesia do concelho da Batalha que faz fronteira com Fátima, Virgílio Antunes começou por frequentar o Seminário Diocesano de Leiria, concluindo depois o Curso Filosófico-Teológico em Coimbra.

Após a ordenação sacerdotal, em 1985, esteve nas paróquias de Barreira e Cortes, concelho de Leiria, até 1992, acumulando ainda trabalho na área da formação no Seminário de Leiria.

Neste ano, parte para Roma onde realizou estudos de especialização em Ciências Bíblicas, regressando à Diocese de Leiria-Fátima em 1996 como reitor do Seminário Diocesano, cargo que desempenhou até 2005.

Foi ainda no ano de 2005 que começou a trabalhar no Santuário de Fátima como capelão, director e membro de vários serviços. Três anos depois, foi nomeado reitor do maior templo mariano do país para um mandato de cinco anos que vai deixar a meio.

Alexandra Pimentel (vídeo)

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.