Assinar
Sociedade

Estação de Correios de Monte Redondo assaltada à mão armada esta manhã

A estação de Correios de Monte Redondo, Leiria, foi assaltada esta manhã à mão armada. Não há feridos a registar, mas a funcionária do posto sentiu-se mal e teve de ser assistida pelos bombeiros.

A estação de Correios de Monte Redondo, concelho de Leiria, foi assaltada esta manhã por dois indivíduos encapuzados e armados. Não há feridos a registar, mas a funcionária do posto sentiu-se mal e teve de ser assistida pelos bombeiros.

Rondavam as dez horas da manhã, quando dois indivíduos invadiram o posto de Correios, localizado no centro da vila de Monte Redondo.  Do café do outro lado da rua houve quem se tenha apercebido das movimentações dos indivíduos mas não houve tempo para intervir. Foi um assalto “relâmpago”, revela José Pacheco, responsável pela empresa agencial do posto.

A funcionária estava sozinha quando um carro parou junto à porta. Dele saíram dois indivíduos enquanto um terceiro ficou a aguardar no carro. “Estavam encapuzados e traziam luvas“, contou José Pacheco ao REGIÃO DE LEIRIA. Um deles estava armado com uma caçadeira de canos serrados. Contornaram o balcão, e enquanto um deles carregava os valores que estavam à mão para dentro de um saco, o outro apontava a arma à vítima, avisando-a para não se mexer.

O susto foi tal que a funcionária sofreu um choque e teve de ser transportada para o Hospital de Leiria, de onde já teve alta.

Em segundos, os indivíduos regressaram ao carro e puseram-se em fuga. Houve quem conseguisse  segui-los até à Bajouca, onde os assaltantes trocaram o carro por um jipe.

Para José Pacheco, os indivíduos já tinham estado no posto esta semana para fazer o reconhecimento do local e preparar o assalto. Na segunda-feira, as funcionárias suspeitaram da atitude e das perguntas feitas por dois desconhecidos, na casa dos 20, 30 anos.

Quanto aos montantes furtados, o responsável refere que terão levado algumas centenas de euros, além de cartas, algumas com cheques, e valores diversos. Alguns clientes  foram já contactados no sentido de tomarem as devidas previdências.

Este é o primeiro assalto do género que José Pacheco se lembra de registar em Monte Redondo, mas outros furtos têm ocorrido. O principal alvo tem sido empresas e areeiros de onde desaparecem gasóleo e maquinaria. “É uma terra fustigada por assaltos“, refere o empresário.

A estação esteve encerrada até ao final da manhã, tendo reaberto à tarde. A investigação está a cargo da Polícia Judiciária, que esteve no local para recolher indícios.

(actualizado dia 5 de Junho)

Martine Rainho
martine.rainho@regiaodeleiria.pt

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar


Secção de comentários

  • Patrício curado disse:

    Uma notícia repetida vezes sem conta por este país fora, até quando o crime vai compensar?
    Já agora quem publicou esta notícia podia escrever menos erros ortográficos…

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados