Assinar Edições Digitais
Cultura

“Uma coisa em forma de assim” encerra Musicaldas 2011

A dança integra pela primeira vez a programação do Musicaldas’11, festival que, na sexta-feira, leva ao Centro Cultural das Caldas da Rainha a Companhia Nacional de Bailado e Bernardo Sassetti, para interpretar “Uma coisa em forma de assim”.

A dança integra pela primeira vez a programação do Musicaldas’11, festival que, na sexta-feira, leva ao Centro Cultural das Caldas da Rainha a Companhia Nacional de Bailado e Bernardo Sassetti, para interpretar “Uma coisa em forma de assim”.

Criado para assinalar o Dia Mundial da Dança (29 de abril), “Uma coisa em forma de assim” junta o pianista e compositor Bernardo Sassetti e nove coreógrafos nacionais (Clara Andermatt, Francisco Camacho, Benvindo Fonseca, Rui Lopes Graça, Rui Horta, Paulo Ribeiro, Olga Roriz, Madalena Victorino e Vasco Wellenkamp) numa obra que mistura a técnica da companhia Nacional de Bailado e criações coreográficas mais contemporâneas.

Baseado na obra homónima de Alexandre O’Neil, o bailado conta, além da composição, com a interpretação musical de Bernardo Sassetti e foi escolhido pela organização do Musicaldas para espetáculo de encerramento da 13.ª edição do Festival.

Para lá do bailado apresentado na sexta-feira, às 21:30, no Grande Auditório do Centro Cultural e de Congressos (CCC), o festival encerra no sábado, com a apresentação, no mesmo palco, do Concerto Final de Ensembles dos alunos do 16.º Curso de Verão Jovem Músicos.

Para esta noite estava prevista a realização do 8.º Concurso de Jovens intérpretes de Caldas da Rainha, no qual competem tradicionalmente alunos de nível mais avançado do Curso de Verão.

A iniciativa, no entanto, foi cancelada “por falta de participantes” já que a organização registou “uma diminuição do [seu] número no Curso de Verão, com menos cerca de 40 alunos, sobretudo de níveis mais avançados”, esclareceu à Lusa o diretor do festival, Aurélien Vieira Lino.

O concurso iria ter como prémio um recital na próxima edição do Musicaldas e uma peça composta pelo compositor João Godinho que, segundo o mesmo responsável, “irá compor para uma formação escolhida pela direcção artística do Festival para o próximo ano”.

Para colmatar o cancelamento terá lugar, no café concerto do Centro da Juventude, pelas 22:00, uma “jam-session” com alunos e professores da área jazz do Curso de Verão Jovens Músicos.

Lusa