Assinar Edições Digitais
Desporto

Câmara quer ajuda do Governo para ficar com fundos da UE se vender o Estádio

A maioria que governa a Câmara de Leiria revelou que está a desenvolver esforços junto do Governo para evitar a devolução de fundos comunitários, caso o estádio seja vendido no dia 27 de outubro.

A maioria que governa a Câmara de Leiria (PS/CDS) revelou hoje que está a desenvolver esforços junto do Governo para evitar a devolução de fundos comunitários, caso o estádio seja vendido no dia 27 de outubro.

“É conhecido o clausulado do contrato (…) nomeadamente no que toca à devolução de verbas, no caso do estádio municipal. Porém, estão a ser desenvolvidos esforços, junto do Governo, para que o contrato seja parcialmente alterado”, anuncia em comunicado.

No mesmo documento, porém, explica-se que “caso esse objetivo não seja alcançado, é sabido que haverá que devolver algumas verbas, que já estão acauteladas no processo de venda”.

A maioria socialista acusou ainda os eleitos do PSD de tentarem “boicotar” a hasta pública do estádio de Leiria.

Na terça-feira da semana passada, os eleitos municipais social-democratas avançaram com uma ação popular precisamente para travar a alienação de um dos palcos do Euro 2004.

A maioria socialista nega os fundamentos que levaram a oposição a interpor a ação em Tribunal, sublinhando que “não há qualquer nulidade (…) da deliberação da Assembleia Municipal” ou que o processo sofre de quaisquer irregularidades.

Lusa