Assinar Edições Digitais
Sociedade

Estagiários reforçam efectivo dos Bombeiros Municipais de Leiria

O reforço do efectivo dos Bombeiros Municipais de Leiria com 12 estagiários, no final do mês de Outubro, irá permitir reorganizar o socorro e suprir vários problemas decorrentes da falta de meios na corporação.

O reforço do efectivo dos Bombeiros Municipais de Leiria com 12 estagiários, no final do mês de Outubro, irá permitir reorganizar o socorro e suprir vários problemas decorrentes da falta de meios na corporação.

Esta é uma das soluções anunciadas na passada sexta-feira, no final de uma reunião entre a Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP), o Sindicato Nacional de Bombeiros Profissionais (SNBP) e o presidente da Câmara de Leiria, e que levou os bombeiros a suspender acções de protestos que haviam sido delineadas em plenário, no passado dia 19, contra a “actual situação inoperacional de recursos humanos e meios materiais” da corporação, que se “arrasta há mais de dois anos”.

Segundo Fernando Curto, presidente da ANBP, 12 estagiários estão a concluir a primeira parte do estágio nos Bombeiros Municipais, devendo ficar aptos a integrar no final do mês, no âmbito da segunda fase do curso, as escalas de serviço, elevando para 62 o número de bombeiros disponíveis.

Trata-se de “um reforço substancial relativamente ao que existe actualmente”, disse ao REGIÃO DE LEIRIA, acreditando que o funcionamento da
corporação “irá melhorar”.

O presidente da Câmara confirma a medida, que “irá garantir uma maior operacionalidade”, esclarecendo ainda bombeiros estagiários reforçam efectivo municipal que os bombeiros presentes na reunião “ficaram de apresentarpropostas com o objectivo de ultrapassar pequenos problemas”.

Entre estes, Fernando Curto destaca o facto de nãoexistir uma cantina onde os bombeiros possam tomar refeições.

“Pedimos para que seja revista essa situação”, referiu o responsável, sublinhando ainda o processo de centralização das comunicações no quartel dos Bombeiros Municipais como outro passo importante na melhoria da prestação do socorro municipal. No que toca aos horários de trabalho, Fernando Curto acrescentou que os bombeiros vão apresentar um estudo onde serão inseridos os elementos em formação.

Considerando a reunião “proveitosa”, o mesmo responsável entende que a resolução das questões internas da corporação representará “o começar de uma nova vida”.

MR