Assinar Edições Digitais
Sociedade

Fundo canaliza até 1,5% das propinas no IPL

Entre 1 a 1,5 por cento do valor total das propinas pagas pelos estudantes do Instituto Politécnico de Leiria (IPL) será canalizado para o recém-criado Fundo de Apoio ao Estudante.

Entre 1 a 1,5 por cento do valor total das propinas pagas pelos estudantes do Instituto Politécnico de Leiria (IPL) será canalizado para o recém-criado Fundo de Apoio ao Estudante.

Os valores são avançados por Nuno Mangas, presidente do instituto que, na abertura do novo ano lectivo, anunciou a criação do fundo para assegurar que não seria por razões económicas que haveria abandono escolar no IPL.

O valor global do fundo oscilará entre os 115.000 e os 172.500 euros. “O grau de carência de cada estudante” será o primeiro critério levado em conta na atribuição do apoio.

Os beneficiários do fundo poderão ter de prestar colaboração junto das cantinas, das residências de estudantes, de uma biblioteca, de um laboratório, ou da realização pontual de um evento, “segundo um regime que não colidirá minimamente com a sua vida académica”, garante o presidente do IPL.