Os seis tripulantes da embarcação de pesca “Virgem do Sameiro”, encontrados hoje com vida, deverão ainda hoje receber alta hospitalar, informou, ao início da tarde, o director clínico do hospital de Leiria.

Os tripulantes foram detectados pelo helicóptero da Força Aérea às 11h15, tendo sido iniciado o resgate das vítimas, que se encontravam numa balsa salva-vidas, às 11h30.

O helicóptero da Força Aérea aterrou momentos depois na Base de Monte Real, para onde foram mobilizadas seis ambulâncias dos Bombeiros Voluntários da Marinha Grande, Ortigosa e Vieira de Leiria, adiantou ao REGIÃO DE LEIRIA fonte do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Leiria.

Segundo a mesma fonte, as vítimas foram transportadas para a unidade de Leiria do Centro Hospital de Leiria-Pombal, onde estão a ser acompanhados.

Os sobreviventes estavam “com frio, medo e pânico” quando foram encontrados, descreveu à agência Lusa um recuperador salvador da Força Aérea que participou nas operações de resgate.

Luís Silva explicou que esta era uma situação esperada e normal, já que os tripulantes se encontravam numa “fase de desespero”.

Um deles, após três dias perdido em alto mar, teve que ser amarrado pela própria tripulação porque manifestava um comportamento violento, acrescentou.

Em jeito de balanço, o recuperador salvador afirmou que foi “muito gratificante conseguir resgatar todos eles com vida”.

Em declarações à Lusa, o piloto do helicóptero da Força Aérea utilizado no resgate e que normalmente está estacionado na base aérea do Montijo, Ricardo Amaral, disse que o avistamento foi feito quando realizava uma fiscalização de rotina relacionada com a actividade piscatória.

Entretanto, João Coucelo, director clínico do hospital de Leiria, informou, há cerca de meia-hora, minutos depois da chegada dos familiares dos pescadores a Leiria, que os seis tripulantes deverão receber alta ainda hoje, noticiou a agência Lusa.

(actualizada às 14h50)