Assinar Edições Digitais
Mercado

Biscoitos de Ansião alimentam negócios doces na Alemanha

Biscoitos caseiros de Ansião nascidos no projeto de uma jovem empreendedora estão a seduzir o mercado da saudade, na Alemanha, depois de conquistarem a cadeia El Corte Inglés.

Biscoitos caseiros de Ansião nascidos no projeto de uma jovem empreendedora estão a seduzir o mercado da saudade, na Alemanha, depois
de conquistarem os espaços gourmet da cadeia El Corte Inglés e os supermercados da multinacional espanhola em Portugal.

Rosa Santos recuperou as receitas da tia Luísa

Uma história doce em tempos amargos que remonta a 2010, quando Rosa Filipe Santos se viu desempregada. Decidida a contornar o destino, a empresária recuperou as receitas da tia Luísa e outras memórias confecionadas com a avó, a mãe e as primas.

As tradicionais lesmas e restantes mimos que tanto sucesso faziam com a família e amigos. Dois anos volvidos, a empresa entrega mais de uma tonelada de biscoitos por mês, todos produzidos de forma artesanal, à base de ingredientes selecionados.

“O que fazemos, fazemos como em casa”, destaca Rosa Filipe Santos, 37 anos, que se refere ao seu negócio como “um berço de sabores sublimes”.

Na origem está a marca Amor de Biscoito, direcionada para o segmento gourmet. Uma embalagem de 180 gramas chega a custar sete euros.

Disponível em oito variedades, as mais procuradas são as de amêndoa e noz. A primeira insígnia irmã surgiu há um ano: as Biscoitinas, uma espécie de seleção gourmet low cost em cinco sabores.

Finalmente, na semana passada, o mercado ficou a conhecer uma nova gama de bolachas salgadas com a marca Mata Bicho (original, piripiri, orégãos, alho e cebola).

“Era a refeição que o meu avô tomava a meio da manhã e que se aplica muito bem a este tipo de snack”, explica Rosa Filipe Santos.

A empresa, que atualmente dá emprego a mais três pessoas, tem crescido de acordo com as projeções iniciais do plano de negócios, apesar da conjuntura. O segredo? “Biscoitos feitos com amor”, responde a gestora, para quem “o rigor e a paixão” no trabalho têm sido uma constante.

Tudo acontece nas antigas instalações da têxtil CUF em Ansião, bem no centro da vila, onde também funciona a casa de chá que é em simultâneo a loja da fábrica. Há uma forte aposta na comunicação de características ligadas à tradição e ao ser português, traços bem visíveis na imagem corporativa e em todo o conceito do produto, em que nenhum pormenor parece descurado.

A exportação, iniciada há um mês, é apenas mais uma faceta de uma ideia que continua a fermentar.

(notícia publicada na edição de 25 de maio 2012)

Cláudio Garcia
claudio.garcia@regiaodeleiria.pt