Assinar Edições Digitais
Desporto

Aldeia do Desporto em Marrazes custa três vezes mais do que o previsto

A conclusão da primeira fase da Aldeia do Desporto, na freguesia de Marrazes, está com cinco anos de atraso e um investimento três vezes maior do que o previsto. Já atingiu 1,5 milhões de euros

A conclusão da primeira fase da Aldeia do Desporto, na freguesia de Marrazes, está com cinco anos de atraso e um investimento três vezes maior do que o previsto.

A obra, lançada em dezembro de 2006, que previa um campo de futebol 11 de relva sintética, balneários, sanitários e um bar, não está concluída e já atingiu 1,5 milhões de euros, contra os 400 mil euros inicialmente avançados pelo executivo da Junta de Freguesia.

A juntar a estes números, Isabel Afonso, atual presidente de Junta, deparou-se com uma investigação do Ministério Público, que decorre, pelo menos, desde 2011.

“Recebemos um ofício a pedir duas coisas: o estudo específico da Aldeia do Desporto e a data previsível da sua conclusão”, explica a autarca, adiantando desconhecer qual a origem do processo. “Sei que houve uma queixa no passado que se prendia com o emanilhamento de uma linha de água e o abate de árvores. Em fevereiro de 2012 começámos a juntar peças e percebemos que existiam anomalias no processo, mas não parece ser isso que o tribunal quer”.

Entre as anomalias, Isabel Afonso destaca o estudo elétrico do projeto que obrigou à aprovação de um novo documento no valor de 44 mil euros, a substituição de equipamentos inadequados e o pagamento de 6.000 euros/mês pelo aluguer de um gerador para iluminar o relvado e os balneários. “Felizmente a situação do gerador fica resolvida este mês. Alivia os cofres da Junta e desbloqueia este assunto”, diz. Mas não a Aldeia do Desporto.

Essa, segundo a autarca, “tão cedo não vai ser concluída”. “No que resta do nosso mandato, queremos concluir a 1ª fase e deixar tudo regularizado.

O projeto da Aldeia do Desporto abrangia uma área de implantação de 90 hectares e além do campo já construído, tinha prevista a construção de um campo de futebol 7, mais dois relvados, bancadas, um pavilhão multiusos, piscinas, campos de ténis e uma pista de ciclismo, além de uma zona de descanso informal para idosos, parques de merendas e requalificação de toda a área.

Dia 27, a assembleia de freguesia de Marrazes reúne-se tendo como ponto da ordem de trabalhos a situação do Lar da AMITEI, mas a Aldeia do Desporto deverá ser outro dos temas em discussão.

Leia a notícia completa na edição de 20 de julho de 2012 do REGIÃO DE LEIRIA, em papel ou online.

Marina Guerra (Texto)
marina.guerra@regiaodeleiria.pt
Joaquim Dâmaso (Fotos)
joaquim.damaso@regiaodeleiria.pt