Em seis anos, o total de passageiros do Mobilis – Circular Urbana de Leiria quase que triplicou. Em 2006, foram contabilizados cerca de 180 mil utilizadores/viagens, número que aumentou gradualmente de ano para ano. Em 2011, foram registados cerca de 500 mil passageiros.

Segundo a autarquia, os dados relativos a 2012 ainda não estão disponíveis, mas tudo indica que o número irá de novo crescer. Seja por força de uma maior sensibilização da população para as questões ambientais, seja devido aos constrangimentos da circulação automóvel e do estacionamento no centro da cidade. O aumento galopante do preço dos combustíveis e as dificuldades económicas das famílias poderão também contribuir para uma maior adesão aos transportes públicos.

Além do Mobilis, outras cidades do distrito implementaram circuitos urbanos. Em Pombal, circula o Pombus, na Marinha Grande os autocarros da TUMG, e em Caldas da Rainha o TOMA.

Entretanto, a Câmara de Leiria, pretende, no âmbito da renovação da sua frota automóvel, privilegiar veículos com menor emissão de dióxido de carbono (CO2) e com fontes de consumo misto (híbridos). Nesse sentido, pretende adquirir, em regime de aluguer operacional de viaturas, quatro veículos híbridos, que ficarão ao dispor da vereação e chefias, informa.

(Notícia publicada na edição de 21 de setembro de 2012)