Assinar Edições Digitais
Sociedade

IPL não faz abertura solene do ano letivo em protesto contra cortes do Governo

O Instituto Politécnico de Leiria anunciou hoje que não vai realizar a tradicional cerimónia de abertura solene do ano letivo “devido aos cortes orçamentais que o Governo está a tentar impor à instituição”.

O Instituto Politécnico de Leiria (IPL) anunciou hoje que não vai realizar este ano a tradicional cerimónia de abertura solene do ano letivo “devido aos cortes orçamentais que o Governo está a tentar impor à instituição”, lê-se num comunicado divulgado pela instituição.

Para Nuno Mangas, presidente do IPL, é necessário “fazer sentir ao Governo, e neste momento em particular ao Parlamento e ao Ministério das Finanças”, a “violência e a insustentabilidade destes cortes, que tornam o orçamento do IPL, tal como os das outras instituições do ensino superior, absolutamente inexecutáveis e fortemente ameaçadores da viabilidade do IPL e da generalidade do sistema”.

No caso do IPL, segundo o mesmo documento, os cortes ascendem a 1,8 milhões de euros, o que significa em 2013 uma redução da verba transferida do Orçamento de Estado para a instituição de 20,9 milhões de euros para 19,1 milhões de euros.