Assinar
Sociedade

Oeste quer nova Região de Turismo com Vale do Tejo mas deixa Leiria de fora

O Oeste insiste na criação de mais uma Região de Turismo em conjunto com Vale do Tejo, mas a proposta de António Carneiro deixa Leiria de fora daquela nova entidade.

O Oeste insiste na criação de mais uma Região de Turismo em conjunto com Vale do Tejo, mas a proposta de António Carneiro deixa Leiria de fora daquela nova entidade.

António Carneiro

António Carneiro falava segunda-feira no decorrer da Convenção do Turismo do Oeste, que decorreu em Óbidos, e contou com a participação de duas centenas de pessoas entre autarcas e empresários do setor.A proposta do Turismo do Oeste já foi aprovada na última reunião da assembleia intermunicipal, mas contou com os votos contra dos deputados do PSD de Alcobaça e a abstenção dos social democratas da Nazaré.

Os presidentes da câmara de Alcobaça e Nazaré, respetivamente Paulo Inácio e Jorge Barroso, insistem na necessidade de integrar Leiria na proposta do Oeste, enquanto os restantes municípios alegam que a inclusão da capital do distrito não se integra na lógica das NUT II, uma exigência alegadamente do Governo para aceitar a proposta.

A reorganização do turismo regional marcou a Convenção do Turismo do Oeste, onde o seu presidente reafirmou que a proposta de lei que se encontra na Assembleia da República (AR) representa a “aniquilação do espírito de base regional independente”.

António Carneiro voltou a defender a “versão cinco mais duas”, ou seja, cinco regiões de turismo mais Lisboa e Porto, e apelou a deputados, empresários e autarcas da Região Oeste, para a necessidade de alterar a proposta de lei da organização regional do Turismo, afirmando que “não o fazer é um grave erro turístico”.

Também Mário Machado, em representação da Associação Turismo de Lisboa (ATL), apelou aos deputados da AR para que alterem a atual versão da proposta de lei, “consagrando a solução consensual obtida entre públicos e privados”.

O diploma em causa, aprovado em Conselho de Ministros a 15 de Novembro e que terá ainda que ser aprovado pela Assembleia da República, prevê que as áreas regionais do turismo passem a ser apenas cinco, correspondendo às NUTS II (Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve), sendo extintos, por fusão, os atuais polos de desenvolvimento turístico (Oeste e Leiria/Fátima) que ficarão integrados nas respetivas ERT’s.

Artur Ledesma
artur.ledesma@regiaodeleiria.pt

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.