Assinar Edições Digitais
Saúde

Agressividade. Quando as crianças batem nos pais

Será normal as crianças pequenas reagirem mal e baterem nos pais quando não lhes fazem a vontade? Nem por isso. Os pais devem recuperar a autoridade e impor limites.

Se tem um filho que não aceita um “não” e reage com pontapés, bofetadas ou mordidelas quando não lhe faz a vontade, é porque está na hora de agir e mudar as regras do “jogo” que impõe que sejam os progenitores a assumir a liderança e a recuperar a autoridade perdida. Antes que seja tarde.

São frequentes os pedidos de ajuda dos pais que se queixam da agressividade dos filhos

Embora não haja estudos que confirmem um aumento de casos de agressividade por parte das crianças sobre os pais, são frequentes as queixas e os pedidos de ajuda por parte das famílias.

Segundo Ricardo Cardoso, psicólogo, “é normal que as crianças sejam agressivas com os pais”. O problema está é na resposta dos pais perante essa situação. Frequentemente confrontado com pedidos de ajuda por parte dos encarregados de educação nesta matéria, Ricardo Cardoso entende que “os pais de hoje não impõem o devido limite aos seus filhos”.

Embora a agressividade “não seja um fenómeno recente ou exponencial, a forma como os pais e educadores adultos gerem esses episódios é que pode ter sofrido algumas mudanças”, reconhece, por sua vez, o psicólogo clínico Paulo José Costa.

Leia a reportagem na íntegra na edição de 10 de janeiro de 2013. Saiba, por exemplo, como atuar em situações de agressividade dos filhos para os pais. Pode adquirir o jornal online aqui.

Martine Rainho
martine.rainho@regiaodeleiria.pt