Assinar Edições Digitais
Cantinho dos Bichos

Desrespeito pelos animais é cada vez mais frequente, diz presidente do PAN

Eleito presidente do Conselho Local de Leiria do Partido pelos Animais e pela Natureza (PAN), Fernando Emídio quer dar a conhecer o partido na região. Ações culturais, debates e tertúlias serão algumas das formas utilizadas o conseguir.

Eleito presidente do Conselho Local de Leiria do Partido pelos Animais e pela Natureza (PAN), Fernando Emídio quer dar a conhecer o partido na região. Ações culturais, debates e tertúlias serão algumas das formas utilizadas o conseguir.

Fernando Emídio

REGIÃO DE LEIRIA – Um dos vossos vértices de ação política estabelecidos no manifesto eleitoral passa pela divulgação e promoção do partido. Como é que vão chamar mais pessoas para o PAN? 
Fernando Emídio – Pretendemos chamar mais pessoas para o PAN através de acções que desenvolveremos no terreno: realização de tertúlias temáticas e de eventos culturais que possam comunicar os valores e a missão do partido, como exposições e conferências; dinamização de debates sobre os principais assuntos da região e relacionados com as causas que o PAN defende; abertura de fóruns de discussão nas redes sociais, vocacionados exclusivamente para o debate sobre questões locais; reforçar a distribuição domiciliária de materiais de divulgação; realizar sessões de esclarecimento com filiados e público em geral que desejem aprofundar o seu conhecimento em relação ao manifesto político do PAN, a sua organização e posicionamento político.

Atuam nas áreas relacionadas com causas humanitária, animal e ecológica. Qual merece mais atenção em Leiria?
Quase todas as ações neste último ano se desenrolaram dentro da causa animal, visto esta ser uma característica única do PAN, que o diferencia de todos os outros partidos e porque infelizmente os casos de desrespeito pelo bem-estar dos animais são cada vez mais frequentes, não só na região de Leiria, mas por todo o lado. Não quer isto dizer que menosprezamos as outras causas, mas apenas porque as solicitações que tivemos e daquilo que nos fomos apercebendo, há que intervir por quem não tem voz e não se pode defender. Estamos bem cientes que tudo é interdependente e que não podemos separar o bem-estar dos animais, do das pessoas e do da Natureza. Se estivermos atentos ao que se vai passando à nossa volta, sobretudo em termos ambientais, podemos facilmente constatar isso. Felizmente, as pessoas começam cada vez mais a perceber essas relações e a achar sentido na mensagem transmitida pelo PAN. Enviamos cartas e denúncias a diversas entidades, sobretudo a Câmaras Municipais. Esta é uma grande parte do trabalho, que não tem visibilidade pública, mas que faz parte da ação de um partido político e que poderá ter algumas consequências positivas quanto aos resultados pretendidos, no respeito daquilo que defendemos. A nossa postura perante estas entidades foi sempre de diálogo e parceria, para que juntos pudéssemos trabalhar para superar dificuldades. Infelizmente, a maior parte das vezes nem sequer obtivemos resposta, o que não nos demoveu de continuarmos a exercer o nosso dever de pressionar essas entidades para a resolução dos problemas existentes. Neste próximo ano pretendemos continuar a fazer trabalho em prol dos animais na nossa região e alargar de uma forma efetiva a nossa ação a outras áreas, através da participação em plataformas de debate cívico organizadas por outras entidades e no estabelecimento de parcerias, de forma a desenvolver um trabalho conjunto e complementar com entidades que tenham princípios similares aos que o PAN defende. Na região de Leiria não podemos afirmar que haja uma determinada problemática que mereça mais a nossa atenção do que qualquer outra porque temos que ter uma visão integrada da realidade. Claro que vamos estar atentos aos principais problemas que forem surgindo e sabemos que alguns necessitam de uma intervenção mais imediata, e independentemente das suas causas e tipologia tentaremos fazer o nosso melhor para contribuir para a sua solução. Para isso contamos também com a ajuda da população, para nos fazer chegar denúncias de situações que necessitem de intervenção, através da nossa página do facebook, email ou telefone.

Vão existir candidaturas do PAN nas eleições autárquicas locais?
Neste momento o PAN nacional ainda está a definir a sua estratégia em termos de eleições autárquicas.