Se avançar, a requalificação da avenida Heróis de Angola passa por um de dois cenários: reduzir o trânsito a uma faixa de rodagem ou cortar a circulação entre o Teatro José Lúcio da Silva e a Igreja de São Francisco.

Esta última hipótese está a dividir os comerciantes e o presidente da Câmara de Leiria, Raul Castro, diz que o município não vai tomar nenhuma decisão sem ouvir a opinião dos lojistas.

A mediação está entregue à ACILIS – Associação Comercial e Industrial de Leiria, Batalha e Porto de Mós, que pretende realizar uma sessão pública de esclarecimento.

Leia a notícia na íntegra na edição de 16 de maio de 2013. Pode adquirir o jornal online aqui.

Cláudio Garcia
claudio.garcia@regiaodeleiria.pt

O estudo desenvolvido pelo município com a ACILIS visa reduzir a circulação automóvel na avenida (fotografia: Joaquim Dâmaso)