Assinar
Cantinho dos Bichos

Quando estão insatisfeitas, formigas mudam de casa

Estudo demonstra que quanto mais formigas estão na rua, maior é a probabilidade de procurarem outro ninho para viver. Qualidade do ninho é fundamental para os insetos

As formigas monitorizam constantemente as condições do seu ninho e quando um determinado número está insatisfeito mudam de casa, explicou Carolina Doran, estudante do International Neuroscience Doctoral Programme da Fundação Champalimaud.

A investigadora demonstrou que as formigas estão permanentemente à procura de um local melhor para viver.

Estudos anteriores tinham concluído que as formigas “gostam de entradas pequenas porque conseguem defender-se, de teto escuro, tapado, e de uma altura específica porque podem fazer uma montanha com os ovos”, referiu a cientista à agência Lusa.

Mesmo que todas aquelas condições estejam reunidas, “há sempre um pequeno número de formigas que continua a monitorizar o ambiente porque não sabem se acontece alguma coisa ao ninho onde estão e precisam de emigrar rapidamente”.

Carolina Doran apontou que as formigas “estão constantemente a monitorizar e essa monitorização varia de acordo com a qualidade do ninho”. “O que achamos que está a acontecer é que, consoante a qualidade da casa, o número de formigas a sair para procurar outra é diferente, quanto mais formigas estão fora, à procura de casa, maior é a probabilidade de emigrarem”, explicou.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.