Assinar Edições Digitais
Sociedade

Aventura no poldje com caracóis e motas de água

E que tal um passeio de mota de água pelo poldje de Mira-Minde? Há várias novidades a surgirem deste lago sazonal, alimentado por rios e nascentes.

E que tal um passeio de mota de água pelo poldje de Mira-Minde? Se bem o pensaram, melhor o fizeram.

polje
As chuvas deste ano provocaram uma das maiores cheias no poldje de Mira-Minde

Num fim de semana do final de fevereiro, aproveitando o gordo caudal do poldje – uma espécie de lago sazonal, alimentado por rios e nascentes – Manuel Matos e o filho e alguns amigos, aproveitaram para passear.

“No verão andamos de bicicleta e fazemos passeios pedestres naquele local, no inverno andamos de mota de água”, explica Manuel Matos, pai de Pedro Matos, o condutor da mota de água na foto.

A mota de água, de um amigo, tem estado na garagem, e quando o poldje permite, ganha nova vida a aproximadamente 200 metros acima do nível do mar, junto à vila de Mira de Aire. Há ainda outra vantagem: “dois amigos meus andaram de barco a apanhar caracóis”, explica Manuel Matos.

Com a subida das águas, estes moluscos gastrópodes terrestres sobem e ficam à mão de semear. “Trouxeram mais de 25 quilos de caracóis”, conta. Foi uma viagem em cheio.

Manuel Matos acredita que os passeios no poldje são uma oportunidade para que o turismo local navegue em águas mais generosas.

Carlos S. Almeida
carlos.almeida@regiaodeleiria.pt

(Notícia publicada na edição de 20 de fevereiro de 2014)