Select Page

Governo lança projeto para construção de novo quartel da GNR em Leiria

Governo lança projeto para construção de novo quartel da GNR em Leiria

A execução do projeto para a construção de um novo quartel da GNR em Leiria, a instalar nos antigos estaleiros da Infraestruturas de Portugal (ex-Junta Autónoma de Estradas) vai ser objeto de concurso público.

A informação foi avançada esta manhã por Isabel Oneto, secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, à margem das comemorações do Dia da Unidade e do centenário da presença da GNR em Leiria.

A Câmara negociou o ano passado uma permuta com a Infraestruturas de Portugal que incluiu os antigos estaleiros, para um dia se ali construído um novo quartel da GNR

Referindo que a medida se enquadra na Lei de Programação de Instalações e Equipamentos das Forças de Segurança, a responsável admite que esta “é uma das prioridades” no distrito e que o concurso para a execução da obra possa ser lançado no próximo ano.

“Espero que daqui um ano possamos ter um projeto de execução e lançar o concurso. Se conseguirmos já era muito bom”, disse aos jornalistas, lembrando contudo que é processo moroso e que carece de vários estudos.

Para Raul Castro, presidente da Câmara de Leiria, que há muito defende a mudança do Comando Territorial da GNR para aquele local, esta é um boa notícia, adiantando esperar que “não fiquem só pelo projeto”

“É importante que a obra se possa  fazer”, referiu, lembrando que tanto as instalações da GNR como da PSP “pecam pela degradação, pela exiguidade, e acima de tudo por falta de dignidade para acolher estas duas forças tão importantes para o nosso concelho”.

Acrescentou que a negociação do terreno não está totalmente concluída e que é “necessário conversar para que fique tudo regularizado e ver como vamos agilizar procedimentos para que a construção avance”.

Vasco Saldanha Martins, comandante do Comando Territorial da GNR, afirmou-se, por sua vez, “muito satisfeito” com a notícia do projeto.  “Isso evita-nos estar a arranjar soluções alternativas e temporárias que nos iriam provocar desgaste com mudanças e despesas. Assim aguardamos mais um pouco. Quem está ali há cem anos, aguenta mais um ou dois ou três”, concluiu, estimando que a mudança possa efetivar-se nos próximos três a quatro anos.

Martine Rainho
martine.rainho@regiaodeleiria.pt

 

Responder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Primeira página

Pergunta da semana

A carregar…

Concorda com as novas limitações à plantação de eucaliptos?

Obrigado por participar!
Já respondeu a esta pergunta.
Escolha uma das opções.


O TEMPO

18° Humidity: 93%
Clouds: 1%
Wind(NNE): 12kph
névoa
Terça-feira
18° 18°
Quarta-feira
28° 21°
Quinta-feira
31° 22°
Sexta-feira
31° 25°
Sábado
26° 21°
Domingo
27° 18°
Segunda-feira
30° 20°

Facebook RL