Select Page

Academia Olímpica de Portugal distingue jornalista do REGIÃO DE LEIRIA

Páginas dos trabalhos realizados sobre os atletas e treinadores olímpicos e paralímpicos do distrito de Leiria

A jornalista e editora de Desporto do REGIÃO DE LEIRIA, Marina Guerra, conquistou o primeiro lugar no Concurso de Imprensa Regional da Academia Olímpica de Portugal – Prémio David Sequerra-2017. A decisão do júri foi comunicada na passada segunda-feira e a distinção será formalmente entregue, em dezembro próximo, na cerimónia comemorativa do 31º aniversário da Academia.

Entre 2 de junho e 1 de setembro de 2016, Marina Guerra publicou um conjunto de trabalhos sobre os atletas e treinadores olímpicos e paralímpicos do distrito de Leiria a competir nos Jogos Rio2016.

“A variedade dentro da temática escolhida e a dimensão (por edição e no total) do trabalho publicado, que permitiu prolongar por vários meses informação sobre o Movimento Olímpico, foram os motivos que fundamentaram a decisão do júri”, referiu Tiago Nunes Viegas, presidente do conselho diretivo da AOP, no ofício enviado à jornalista e à direção do REGIÃO DE LEIRIA.

Em 10 edições diferentes, e com um grafismo especialmente desenhado para a temática dos Jogos Olímpicos, Marina Guerra traçou o retrato da participação da região no Rio2016. Por essas páginas passaram os triatletas João Pereira e João Pedro Silva, a lançadora Irina Rodrigues, a marchadora Daniela Cardoso, a atleta Odete Fiúza, o judoca Nuno Saraiva, os nadadores David Carreira, David Grachat e Victoria Kaminskaya, o ciclista David Rosa, o praticante de tiro João Costa, a atleta de badminton Telma Santos, o futebolista Ricardo Esgaio, os técnicos Paulo Reis, Paulo Bernardo, Carlos Carmino, Rui Norte e Maria Helena Bastos.

O Concurso de Imprensa Regional AOP – Prémio David Sequerra tem por objetivo incentivar e premiar a publicação de trabalhos sobre qualquer aspeto do movimento olímpico nos órgãos de imprensa regional, galardoando em cada ano o trabalho que melhor qualidade apresentar.

Ao autor do trabalho classificado em primeiro lugar, o júri atribui um troféu simbólico, um diploma e uma bolsa para viagem de estudo de duração não superior a quatro dias a qualquer destino de interesse no âmbito do olimpismo, a escolher entre Olímpia (Grécia) e Lausanne (Suíça).

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda que a Agência Mundial Antidopagem tenha proibido a Rússia, durante quatro anos, de participar em todas as competições desportivas globais?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Publicidade

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo