A subida de temperatura que esta quinta-feira já se faz sentir e que se intensificará amanhã, sexta-feira, é o primeiro sinal de que se aproximam dias em que o risco de incêndio rural está a aumentar.

Para esta quinta-feira está prevista uma temperatura máxima de 30 graus. Amanhã, sexta-feira, os termómetros deverão subir aos 32 graus. Para sábado são esperados 30 graus e no domingo deverá registar-se uma descida da temperatura máxima esperada em Leiria para 27 graus. Este calor anormal para a altura do ano, será acompanhado por baixos valores de humidade e vento que tende a intensificar-se.

De acordo com um comunicado do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), para além dos “valores muito elevados da temperatura prevê-se, a partir de dia 27, sexta-feira, intensificação do vento, que será do quadrante leste, e valores baixos da humidade relativa do ar, abaixo de 30% na generalidade do território”.

Adianta o IPMA que estas condições meteorológicas, “a par de uma situação de seca extrema ou severa e valores extremos de secura dos combustíveis florestais irão agravar significativamente o risco de propagação de incêndios florestais”. O IPMA prevê mesmo que “um número elevado de concelhos” venha a ser considerado como estando “nas classes de risco de incêndio elevado a máximo”.

Os valores de temperatura, “em especial da máxima, estão muito acima dos valores normais para a época”, explica o IPMA que adianta que “esta situação meteorológica, explicada pela persistência de um anticiclone sobre o centro e sul do continente europeu, não deverá ter alterações significativas pelo menos por mais uma semana”.

Entretanto, a Autoridade Nacional de Proteção Civil já alertou para o risco de incêndios nos próximos dias, apelando para um cuidado redobrado. Lembra ainda a listagem de atividades que permanecem proibidas, atendendo às condições meteorológicas e do terreno. Assim, recorda que não é permitido realizar queimadas ou fogueiras; utilizar equipamentos de queima e de combustão; queimar matos cortados e amontoados ou qualquer tipo de sobrantes de exploração; lançar balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes; fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais ou vias circundantes; proceder à fumigação ou desinfestação de apiários com equipamentos sem dispositivos de retenção de faúlhas.