Select Page

Apartado 28: Há um espaço em Leiria que está a dar cartas

Lembra o bistrô francês e, quando a porta se abre de manhã, o cheiro a croissants quentinhos invade a atmosfera. Não parece, mas estamos no coração de Leiria. O Apartado 28 é o mais recente café bar do centro histórico da cidade e traz consigo um conceito diferente. No rés-do-chão uma cafetaria. No primeiro andar, um lounge bar e uma concept store. A decoração vintage confere uma sensação de aconchego rara nestes espaços.

Anna Martinez e Humberto Alves são os rostos de uma equipa de seis pessoas que dá vida ao projeto que quer ser “mais que um café”. A ideia surgiu há um ano quando perceberam que havia em Leiria mercado para um café bar com estas características. Seguiu-se a procura de instalações que não demorou muito tempo. Quando o número 2 da travessa do Adro e o número 8 da rua Almeida Garrett lhes foram mostrados, souberam de imediato que era na junção desses dois espaços que queriam fazer nascer o Apartado 28, uma casa eclética, destinada a promover as diferentes expressões de arte.

Por essa razão, ali se encontra o trabalho de criadores tão diferentes como Pedro Guimarães, Françoise Rambier, Norberto Guilherme, Igor Morar, Mário Teixeira, Egas Art, Helena Cadete ou Toranja. Mas o espaço é dinâmico e o que hoje o preenche será diferente do que o vai animar amanhã.

Na música, o objetivo é dar palco a projetos menos conhecidos de estilos definidos como jazz e soul, mas onde também cabe uma voz e uma guitarra ou um DJ lounge.

A reabilitação do apartamento teve o cuidado de lhe “guardar a alma” e preservar a história de cada recanto. Numa das salas, até o papel de parede foi mantido.

O Apartado 28 está a funcionar desde o passado dia 1 de dezembro. Em duas semanas, a reação do público superou as expectativas dos promotores. Há quem venha várias vezes por semana e até por dia. “As pessoas dizem que se sentem como se estivessem em casa e ficamos felizes por ouvir isso”. Afinal, era essa a ideia. Há também quem compare o Apartado 28 à Pensão Amor, em Lisboa, o que os deixa orgulhosos, porque esse “é um caso de sucesso”.

O espaço está aberto de terça a quinta, entre as 11 e as 2 horas, e à sexta e sábado até às 3 horas. O objetivo é abranger diferentes públicos e conseguir que todos, independentemente da idade, se sintam bem. “Muitas vezes, vai-se a espaços destes e são frios, não há interação entre as pessoas”. Não é esse o objetivo do Apartado 28. “Podem entrar grupos diferentes, mas há sempre sentimentos que se podem partilhar”.

E para comer? A casa tem para oferecer snacks a preços acessíveis de baguetes gratinadas e quiches, e dois menus de brunch, com algumas particularidades a que os clientes se têm rendido como os croissants que vêm de França.

Por se chamar Apartado 28, o espaço recorre a elementos de decoração alusivos aos correios, Num mundo de sms, os promotores querem apoiar-se nas artes para dar cartas em Leiria.

O ambiente intimista pretende estimular a interação e “a partilha de sentimentos”

Na antiga cozinha, loiça de Sacavém e da fábrica Bordallo Pinheiro 

O Apartado 28 situa-se junto à Sé de Leiria, num edifício que data de 1917

O palco montado na café bar destina-se à divulgação de músicos menos conhecidos 

O Apartado 28 divide-se em cafetaria, lounge bar e concept store

Anna Martinez e Humberto Alves, sócios do Apartado 28

(Notícia publicada na edição de 14 de dezembro de 2017 do REGIÃO DE LEIRIA)

Patrícia Duarte
Jornalista
patricia.duarte@regiaodeleiria.pt

Joaquim Dâmaso
Jornalista
joaquim.damaso@regiaodeleiria.pt

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Primeira Página

Publicidade

Publicidade

Pergunta da semana

A carregar

Concorda com a lei que proíbe o abate de animais nos canis municipais?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Região de Leiria no Facebook

Subscrição de newsletter

Share This