Select Page

Câmara das Caldas paga 17 autocarros para levar adeptos à Vila das Aves

Câmara das Caldas paga 17 autocarros para levar adeptos à Vila das Aves

A Câmara das Caldas da Rainha vai pagar a deslocação de 17 autocarros para transportar 1.400 adeptos do Caldas à primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal de futebol, a 28 de fevereiro, na Vila das Aves.

“É um jogo de grande impacto social para a cidade e para o clube, que, entendemos, deve ser potenciado com a promoção da cidade e dos jogadores”, defendeu o presidente da Câmara das Caldas da Rainha, Fernando Tinta Ferreira, numa conferência de imprensa em que anunciou que a autarquia irá suportar “a deslocação dos adeptos à Vila das Aves”.

A primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal, que se realiza a 28 de fevereiro, no Estádio do Clube Desportivo das Aves, põe em confronto duas equipas que “pela primeira vez chegaram a este patamar da competição, gerando uma elevada exposição a que o tecido económico e social se associa”.

O interesse dos adeptos do Caldas em assistir à partida na Vila das Aves vai refletir-se em “16 ou 17 autocarros” fretados pela autarquia para transportar 1.435 pessoas, que já fizeram a pré-inscrição para a deslocação.

Um investimento de “7.500 euros que a Câmara oferece à cidade e ao clube”, revelou Tinta Ferreira, adiantando que os 17 autocarros “vão ser decorados com imagens e mensagens alusivas à cidade e aos jogadores”.

Na viagem, serão acompanhados por “grupos de motards” e mais “cerca de 500 adeptos que se deslocam em viaturas”, para participar “numa festa em que haverá porco no espeto para todos, antes e depois do jogo, independentemente do resultado”, divulgou o presidente do Caldas, Jorge Reis.

De acordo com o mesmo responsável, o Caldas Sport Clube tem atribuídos “cerca de 1.200 bilhetes”, mas, “dado o elevado número de inscrições”, vai tentar “comprar mais cerca de 400 bilhetes on-line”, para serem vendidos aos adeptos pelo mesmo preço, “para que todos os inscritos possam assistir ao jogo”.

Na conferência de imprensa, o presidente do clube fez ainda um apelo para que “todos os adeptos tenham um comportamento exemplar” na Vila das Aves, lembrando que “um jogo não é uma coisa de vida ou de morte” e que “nem a equipa adversária, nem os árbitros são inimigos”.

O apelo foi feito depois de o Caldas ter sido multado em 1.750 euros por objetos atirados para o campo e palavras dirigidas a um delegado da Federação Portuguesa de Futebol aquando do jogo com o Farense, dos quartos de final da Taça de Portugal.

O clube foi ainda alvo de um processo disciplinar, por alegados insultos racistas de um adepto, comportamento no qual “o clube não se revê”, sublinhou Jorge Reis, afirmando que o Caldas “quer fazer história em termos desportivos, mas também em termos comportamentais”.

A primeira mão das meias-finais disputa-se a 28 de fevereiro, na Vila das Aves, enquanto a segunda mão, nas Caldas da Rainha, está prevista para 18 de abril.

3 Comentários

  1. Carlos

    Rumo ao Jamor e a uma hora da nossa capital vamos encher o estadio. Força Caldas Sport Clube

    Responder
  2. joão silva

    O clube do oeste é dos mais representativos e históricos a norte de Lisboa

    Responder
  3. Teresa

    Nesta faixa litoral entre Lisboa e Coimbra é o clube da região Oeste que consegue mobilizar mais adeptos porque é o que está mais enraizado no tecido social no concelho e na região.

    Responder

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda que a Agência Mundial Antidopagem tenha proibido a Rússia, durante quatro anos, de participar em todas as competições desportivas globais?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Publicidade

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo