Select Page

Marinha Grande lança novo concurso para remodelação do centro de saúde

O município da Marinha Grande aprovou a abertura de um novo concurso público para a remodelação do centro de saúde, depois de o anterior ter ficado sem concorrentes.

A Câmara Municipal, presidida por Cidália Ferreira (PS), pretende efetuar a remodelação parcial do atual Centro de Saúde da Marinha Grande, ao nível do piso térreo e primeiro andar, numa área de 1.549,45 metros quadrados, para a reconversão necessária à criação das Unidades de Saúde Familiar (USF) e Unidades de Cuidados na Comunidade (UCC), informa a autarquia em nota de imprensa.

A abertura de um novo concurso foi aprovada na última reunião do executivo, com um preço base de 1,2 milhões de euros e um prazo de execução de 12 meses.

O projeto prevê pinturas exteriores, reabilitação de coberturas, bem como pequenos ajustes nos arranjos exteriores face às intervenções previstas nas redes de águas e esgotos, refere a nota.

A empreitada será efetuada sem o encerramento do edifício, pelo que as obras serão faseadas e a “prestação de cuidados de saúde continuará a ser desenvolvida dentro do edifício, em área disponível para o efeito, através da instalação provisória de profissionais e utentes”, assegura a autarquia.

Este é o segundo concurso público lançado pela Câmara Municipal da Marinha Grande para a adjudicação desta obra.

O município da Marinha Grande tinha assumido o compromisso com a Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro de ser dona de obra para a requalificação do Centro de Saúde, mas “não foi responsável pelo projeto nem pelo orçamento do mesmo, que fora sub-orçamentado”, explica a nota da autarquia.

Dado que o concurso público anterior ficou deserto, “houve necessidade de refazer o orçamento do projeto e encontrar financiamento, o que foi conseguido através da negociação de um reforço de mais de 300 mil euros de fundos comunitários junto da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria”, lê-se ainda no comunicado.

Na segunda-feira, a Comissão de Utentes em defesa do Serviços de Atendimento Permanente (SAP) 24 horas, após reunião com responsáveis de Saúde, anunciou que foram informados de que vão entrar em funcionamento uma USF, que aguarda despacho do secretário de Estado, e duas UCSP (estruturas idênticas às Unidades de Saúde Familiar), que irão entrar em funcionamento em maio.

A comissão explica que estes serviços “vão ser dotados de pessoal de enfermagem e administrativo para que funcionem bem”.

Também a Câmara da Marinha Grande tinha anunciado, na última semana, que a USF entrará em funcionamento com oito médicos, oito enfermeiros e cinco administrativos, com horário de funcionamento das 8 às 20 horas.

As três vagas para médicos que foram abertas através de concurso nacional para o concelho foram ocupadas, pelo que, destes, dois ficarão no Centro de Saúde da Marinha Grande e um na extensão de saúde da freguesia de Vieira de Leiria.

“Com este reforço, serão criadas duas UCSP, da qual farão parte 14 médicos e o respetivo pessoal de enfermagem e administrativo, que funcionarão também das 8 às 20 horas”, referiu ainda o município.

Foi anunciado também que a ARS do Centro contratualizou médicos através de uma empresa, o que permitirá ao SAP voltar a funcionar dentro da normalidade.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Primeira Página

Publicidade

Publicidade

Pergunta da semana

A carregar

Concorda com a lei que proíbe o abate de animais nos canis municipais?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Região de Leiria no Facebook

Subscrição de newsletter

Share This