Select Page

Grutas da Moeda sensibilizam visitantes para fragilidade das florestas

Conhecer os anéis de crescimento de uma árvore, sentir os aromas da floresta, identificar a fauna e a flora, a cadeia alimentar e até quais são as árvores mais resistentes a incêndios são algumas das aprendizagens que pode viver na exposição “A Floresta que nos une”, nas Grutas da Moeda, em São Mamede, concelho da Batalha, a partir de domingo, dia 1. 

Sensibilização os visitantes para a riqueza, diversidade e fragilidade da floresta autóctone é o mote da exposição, da autoria do Centro Ciência Viva da Floresta e do Geoparque Naturtejo, em Proença-a-Nova, após os fogos que assolaram o país de junho a outubro do ano passado. Estará patente até abril do próximo ano, de forma gratuita, no átrio de entrada durante o horário de funcionamento das grutas (das 9 às 18 horas).

No próximo domingo, a inauguração está prevista para as 15h30, com um momento musical, seguido de visita à exposição e à gruta. No final, serão plantadas  três árvores Quercus e realizada uma visita ao Centro de Interpretação Científico-ambiental.

A visita às Grutas da Moeda têm um custo de 7 euros, para visitantes com mais de 12 anos, e de 4 euros, para crianças entre os 5 e os 12 anos.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Primeira Página

Publicidade

Publicidade

Pergunta da semana

A carregar

Concorda com um agravamento de 30% na quota de condomínio para os proprietários de alojamento local?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Região de Leiria no Facebook

Subscrição de newsletter

Share This