Select Page

Grutas da Moeda sensibilizam visitantes para fragilidade das florestas

Conhecer os anéis de crescimento de uma árvore, sentir os aromas da floresta, identificar a fauna e a flora, a cadeia alimentar e até quais são as árvores mais resistentes a incêndios são algumas das aprendizagens que pode viver na exposição “A Floresta que nos une”, nas Grutas da Moeda, em São Mamede, concelho da Batalha, a partir de domingo, dia 1. 

Sensibilização os visitantes para a riqueza, diversidade e fragilidade da floresta autóctone é o mote da exposição, da autoria do Centro Ciência Viva da Floresta e do Geoparque Naturtejo, em Proença-a-Nova, após os fogos que assolaram o país de junho a outubro do ano passado. Estará patente até abril do próximo ano, de forma gratuita, no átrio de entrada durante o horário de funcionamento das grutas (das 9 às 18 horas).

No próximo domingo, a inauguração está prevista para as 15h30, com um momento musical, seguido de visita à exposição e à gruta. No final, serão plantadas  três árvores Quercus e realizada uma visita ao Centro de Interpretação Científico-ambiental.

A visita às Grutas da Moeda têm um custo de 7 euros, para visitantes com mais de 12 anos, e de 4 euros, para crianças entre os 5 e os 12 anos.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Primeira Página

Semana de Moldes 2018

Publicidade

Pergunta da semana

A carregar

Concorda com a criação de um imposto para financiar a Proteção Civil?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Share This