Select Page

Câmara das Caldas da Rainha repõe parcómetros em 350 lugares de estacionamento

Os lugares serão tarifados a 30 cêntimos na primeira meia hora, 50 cêntimos na segunda meia hora, um euro na segunda hora, 1,20 euros na terceira hora e 1,50 euros na quarta hora. Foto de arquivo

A Câmara das Caldas da Rainha vai concessionar a privados a colocação de 350 parcómetros em 13 zonas de maior pressão ao nível do estacionamento para promover o ordenamento e rotatividade de lugares na cidade.

A “rotação do estacionamento, através da implementação do estacionamento tarifado na via pública” é o objetivo do concurso público para a exploração de lugares de estacionamento à superfície que a autarquia pretende “lançar a muito curto prazo”, disse ontem à agência Lusa o presidente da Câmara, Fernando Tinta Ferreira (PSD).

A proposta de concurso, a que a Lusa teve acesso, prevê a concessão, por um prazo de oito anos (prorrogado automaticamente por mais um ano até um máximo de seis renovações) de 350 lugares tarifados em 13 ruas e largos da cidade.

Na sua maioria “são zonas onde há cerca de oito anos chegaram a estar instalados parcómetros”, então geridos pela câmara, sistema que “não correu como se esperava e que acabou por ser abandonado”, explicou o autarca.

A diferença será agora “o facto de toda a manutenção ser feita pelo futuro concessionário” que se compromete a pagar à câmara uma percentagem do produto obtido com a exploração dos lugares de estacionamento.

Na proposta de concurso, a câmara define as ruas onde deverão ser instalados os parcómetros e o número de lugares tarifados a delimitar em cada um delas, bem com os horários e tarifários a praticar.

O estacionamento naqueles lugares passará a ser pago nos dias úteis entre as 10 e as 18 horas e aos sábados entre as 10 e as 13 horas.

Na praça da República (vulgo praça da fruta) vigorará um regime especial em que os 17 lugares tarifados serão reservados aos vendedores da praça a título gratuito, para cargas e descargas, todos os dias entre as 6 e as 9 horas e entre as 13 e as 15 horas, para operações de desmontagem das bancas.

Nos dias úteis, entre as 9 e as 13 horas e entre as 15 e as 18 horas, bem como aos sábados, domingos e feriados entre as 9 e as 13 horas, os estacionamentos da praça funcionarão no mesmo regime que os restantes concessionados.

O regulamento estabelece ainda que dos 98 lugares pagos a implementar na rua Diário de Notícias, “71 serão destinados ao parqueamento dos vendedores da praça, a título gratuito, todos os dias entre as 6 e as 18 horas. Com a ressalva que “a partir das 10 horas os lugares não ocupados por vendedores ficam destinados ao estacionamento tarifado”.

O concurso estabelece ainda que os lugares serão tarifados a 30 cêntimos na primeira meia hora, 50 cêntimos na segunda meia hora, um euro na segunda hora, 1,20 euros na terceira hora e 1,50 euros na quarta hora.

Na praça da fruta, entre as 9 e as 13 horas, os lugares terão um custo de 15 cêntimos por cada fração de 15 minutos, valor que aumenta para 50 cêntimos na terceira fração e 90 cêntimo na quarta.

“O objetivo é que as pessoas estacionem para fazer as suas compras, mas que haja rotatividade nos lugares, gerando dinâmica no comércio circundante”, afirmou o presidente.

À Lusa, Tinta Ferreira estimou ainda que os novos parcómetros entrem em funcionamento “até ao verão”.

A proposta para a abertura do concurso visando a concessão foi na terça-feira à noite aprovada pela Assembleia Municipal.

Lusa

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda com o fim das taxas moderadoras na Saúde?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Share This