Um homem, de 43 anos, foi detido, esta semana, na zona de Leiria, pela Polícia Judiciária de Leiria, suspeito da prática de dois crimes de violência doméstica, crime de abuso sexual de crianças e crime de abuso sexual de menores dependentes, em ambiente familiar.

A denúncia chegou às autoridades, no final do mês de fevereiro, através de uma Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ), o que levou à intervenção imediata das autoridades e à proteção das vítimas, revelou Gil Carvalho, coordenador da PJ de Leiria. “As vítimas, tendo conhecimento de um outro caso [de abuso sexual] que tinha sido denunciado e que teve desfecho positivo”, procederam de igual forma, denunciando a situação, explicou o coordenador.

Gil Carvalho revelou que as vítimas sofreram “ao longo de vários anos e de forma reiterada maus-tratos físicos e psíquicos”, assim como ofensas sexuais a uma das vítimas, menor de idade. As práticas dos crimes de abuso sexual à menor aconteceram sem conhecimento da outra vítima, a mulher do suspeito, e os crimes de violência doméstica só foram detetados no decorrer da investigação realizada pelo Departamento de Investigação Criminal de Leiria.

Denunciados os factos e realizada de imediato a investigação, para acautelar a proteção das vítimas, foram emitidos mandados de detenção pelas autoridades judiciárias competentes no DIAP de Leiria.

O suspeito, operário da construção civil, a trabalhar no estrangeiro, foi detido esta semana, quando regressou a Portugal. Presente às autoridades judiciárias competentes, foi-lhe aplicada a medida de coação de proibição de contactos com as vítimas, por qualquer meio, não podendo por isso, regressar a casa.