Select Page

Ao Largo: Dois anos de celebrar à mesa

No centro de Leiria, restaurante entra no terceiro ano de funcionamento com mais criatividade na ementa e mesma proposta simpática no serviço

O ensinamento de estar e partilhar a mesa vem de berço, garante Miguel Bilhota Xavier. “Um bom beirão que se preze nunca deixa ficar nenhum amigo de fora”, declara o empresário e professor em alto e bom som. Lição aprendida, há dois anos é no conviver dos sabores e no afago dos bons vinhos que ele, ao lado da irmã, Sofia Xavier, e da esposa, Joana Areia, coloca em prática a tal filosofia aliada à uma identidade jovem e formalmente informal, como costuma descrever. Em frente ao Mercado Santana, mesmo no coração de Leiria, o Ao Largo segue pelo viés que escolheu também para a logomarca: “comida e amigos”.

“Aquilo que pomos na mesa acaba por dizer muito de nós. Desde os vinhos, à comida, ao pão, tudo o que está aqui tem uma história”, completa sobre o negócio que entrou na terceira temporada de existência no passado 2 de maio, juntamente com um jantar vínico para celebrar o aniversário de dois anos. O primeiro evento de alguns que prometem realizar. Sobretudo porque a ideia agrada igualmente os sócios. “Tudo o que nós servimos são coisas que nós gostamos. Portanto, faz todo o sentido oferecermos isso aos nossos clientes.”

No conceito-base está ainda a proposta de misturar todos os estilos numa mesma sala. “Desde a pessoa que está a comer engravatada, num formal almoço ou jantar de negócio, à malta mais nova, descontraída, que vem única e exclusivamente para um almoço mais só de amigos”, descreve Miguel, contanto o que os olhos já se habituaram a ver.

Na lista que orienta a cozinha, a versatilidade não se mostra diferente. Para os almoços de todos os dias há o menu mais económico, sempre com duas novas criações para principal. Resultado do trabalho dinâmico da equipa que, desde janeiro, tem liderança 100% feminina nas receitas. Rita Mineiro e Cátia Sofia são as responsáveis tanto pelos preparos diários, quanto pela carta fixa – ou não tão fixa assim. É que todas as noites já é costume adicionarem uma folha extra ao cardápio habitual informando o que há de diferente, saído das cabeças criativas para “hoje”. Então se não estiver pensando em ir pelo cativo atum selado em crosta de sésamo, nem pelo recém-regresso magret de pato em redução de vinho do Porto, pode deixar-se surpreender, especialmente na fase dos peticos. Num dia pode encontrar espargos com natas ácidas e bacon crocante. Noutro, bolas de alheira com queijo da Serra e maionese de mostarda e aguardente.

Pela secção de “lambarices” – ou hall das sobremesas –, a regra para variações é a mesma. Mais comum é deparar-se com a Delícia de chocolate, espécie de bolo húmido e cremoso já afamado na casa. Mas se tiver mesmo sorte, vai encontrar a nova leitura de Tarte Tatin, testada e lançada durante o tal jantar vínico de aniversário. “Há restaurantes que mantêm a carta mesmo por anos e são um sucesso. Ok”, reconhece Miguel pouco antes de dar as cartas e um spoiler do que vem por aí. “Nós queremos manter os produtos que realmente nos representam, mas depois queremos sempre inovar”. Sorte da clientela que tem se mantido fiel aos permanentes ou voláteis sabores, há centenas de dias.

Ao Largo

Rua Dr. Correia Mateus, nº 36, Leiria
244 205 521
Menu de almoço: 9€ e 11€ (com sobremesa)
Preço médio: 20€
Capacidade: 34 pessoas

 

Jessica Germano
Jornalista
jessica.m.germano@regiaodeleiria.pt

Fotos: Divulgação e Jessica Germano

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

A programação da Capital Europeia da Cultura deve ou não incluir espetáculos tauromáquicos?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Share This